Moraes

13/04/2020 — Morreu, nesta data, aos 72 anos, no Rio de Janeiro, o cantor e compositor Moraes Moreira, vítima de um enfarto agudo no miocárdio. O artista era um ícone da música popular brasileira. De acordo com familiares, aparentemente não apresentava problemas de saúde, a não ser uma certa obesidade. O cantor apareceu para o mundo da música em 1969 como integrante do grupo Novos Baianos. Na carreira-solo, iniciada em 1975, gravou vinte e oito discos. O último deles, o “Ser Tão (Descobertas)” foi lançado em 2018. Em toda a carreira, teve quinze músicas inseridas em trilhas de filmes e novelas. Em 2016, a canção “Dê Um Rolê” foi tema da novela “Rocky Story”.

20200416 ft in2ANTÔNIO CARLOS MOREIRA PIRES nasceu no dia oito de julho de 1947, na cidade de Ituaçu, Estado da Bahia. Na época em que estudava na cidade de Caculé, no mesmo estado, aprendeu a tocar violão. Com a música no sangue, mudou-se com dezenove anos para a cidade de Salvador. Na capital baiana, conheceu o compositor Tom Zé e entrou em contato com a cena de rock local. Já com o nome artístico de Moraes Moreira, fundou, no fim da década de 1960, um grupo que faria uma revolução na música popular brasileira, ao lado do Luiz Galvão, do Paulinho Boca de Cantor, da Baby Consuelo e do Pepeu Gomes: os Novos Baianos.

A banda mudou-se para o Rio de Janeiro mais à frente. No começo, moraram todos juntos num apartamento no Bairro de Botafogo. Em seguida, foram para um sítio da Zona Oeste da capital carioca. Levavam uma vida em comunidade, com muita música e futebol. A partir do segundo disco, o som do grupo se transformou. Influenciados pelo João Gilberto, eles juntaram ao rock elementos do samba, do frevo e do maracatu e criaram um estilo inconfundível. O disco “Acabou Chorare” é considerado um clássico da música popular brasileira. Em 1975, deixou os Novos Baianos. Queria voar sozinho e conseguiu muito sucesso. Depois dos Novos Baianos, continuou fazendo história. Foi o primeiro cantor a subir num trio elétrico.

No carnaval de 1976, ele puxou a multidão no trio formado pelo Armandinho, o Dodô e o Osmar. No futebol, a paixão pelo Flamengo era uma inspiração. Um dos momentos mais marcantes da carreira aconteceu na primeira edição do Rock in Rio, em 1985. quando cantou duas noites para milhares de pessoas. Em 2016, uma nova emoção, com a reunificação dos Novos Baianos. Quarenta e cinco anos depois da separação, o grupo percorreu o Brasil, numa turnê memorável. Além de cantor, era um compositor muito talentoso, escrevendo, ele próprio, a maioria das suas músicas. Também se arriscou noutras áreas artísticas. Em 1998, assinou trilha sonora da série “A Turma do Pererê”. Como ator, registra um crédito, no telefilme “Pirlimpimpim”, lançado em 1982, no qual interpretou o Visconde de Sabugosa.

Caixa
18/03/2014 — Chegou às lojas de discos de todo o Brasil a caixa “Anos 70 — Moraes Moreira”, que reúne os primeiros quatro discos do Moraes Moreira. Nos discos, o baiano traz o DNA dos Novos Baianos, grupo do qual foi o principal compositor entre 1969 e 1974. Ele, segundo a crítica, fez um cruzamento exemplar de rock com elementos da música brasileira. Os álbuns são: “Morais Moreira” (1975), “Cara e Coração” (1977), “Alto Falante” (1978) e “Lá Vem o Brasil Descendo a Ladeira” (1979). Este último é considerado o melhor da caixa, perfeito desde a música de abertura — um samba canção feito com o Pepeu Gomes — até o acento afro da música “Assim Pintou Moçambique”, com a participação do grupo A Cor do Som.


 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados