Jerry Adriani
jerry-adriani ft1

JAIR ALVES DE SOUSA nasceu no dia 29 de janeiro de 1947, na cidade de São Paulo. Morreu no dia 23 de abril de 2017, na cidade do Rio de Janeiro. Foi um dos ídolos da Jovem Guarda e autor de baladas românticas como “Querida”, de 1965, e “Coração de Cristal”, de 1969. O pseudônimo foi adotado em 1964 para o lançamento do disco “Italianíssimo”. A inspiração veio do comediante Jerry Lewis e do cantor italiano Adriano Celentano. Descendente de italianos, aprendeu a interpretar no idioma dos avós. O sucesso, porém, só chegaria em 1965, quando passou a cantar canções em português, no disco “Um Grande Amor”.

Além de cantor, foi apresentador de tevê e ator de cinema. Esteve à frente dos programas musicais “Excelsior A Go Go”, da extinta TV Excelsior, e “A Grande Parada”, da também extinta TV Tupi. Em filmes, atuou, por exemplo, no “Essa Gatinha É Minha”, 1966, no “Jerry — A Grande Parada”, de 1967, e no “Jerry Em Busca do Tesouro”, de 1967. No fim da década de 1960, iniciou uma parceria com a banda Raulzito e os Panteras, que, por três anos, serviu de apoio para os seus shows. A banda era comandada pelo cantor e compositor baiano Raul Seixas (1945-1989), de quem se tornaria amigo. Na televisão, apareceu nas novelas “74.5: Uma Onda No Ar”, exibida pela TV Manchete entre 1994 e 1995, e “Malhação”, da TV Globo, temporada de 2001. Ao todo, entre 1964 e 2008, foram 29 discos gravados. Morreu, de câncer, em abril de 2017.


 

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados