20201009Literatura

09/10/2020 — Louise Glück, americana de 77 anos, ganhou o Prêmio Nobel de Literatura 2020. Sem livros publicados no Brasil, a autora nova-iorquina ganhou o prêmio “pela inconfundível voz poética que, com beleza austera, torna universal a existência individual”, segundo o comunicado da Academia Sueca. Considerada pelos críticos uma das poetisas contemporâneas mais talentosas dos Estados Unidos, a Louise é conhecida pela precisão técnica, pela sensibilidade e por temas que discorrem sobre solidão, relações familiares e morte. O prêmio se baseou, principalmente, no livro “Averno”, lançado em 2006. A autora é professora de inglês na Universidade de Yale. Antes do Nobel, já havia, em 1993, faturado o Pulitzer, o maior prêmio literário dos Estados Unidos.

Química

2020 vencedoras08/10/2020 — Emmanuelle Charpentier, francesa, e Jennifer Doudna, americana, ganharam o Prêmio Nobel 2020 em química, anunciou a Academia Real de Ciências da Suécia. Elas fizeram jus à láurea pelo desenvolvimento do Crispr, método de edição do genoma. É a primeira vez que duas mulheres ganham, juntas, o prêmio. A Emmanuelle, de cinquenta e um anos, é diretora do Instituto Max Planck de Biologia de Infecções em Berlim. A Jennifer, de cinquenta e seis anos, é professora na Universidade da Califórnia. Antes das duas, apenas cinco mulheres levaram o Nobel de Química: Marie Curie, franco-polonesa (1911), Irène Curie, francesa (1935), Dorothy Hodgkin, britânica (1964), Ada Yonath, israelense (2009) e Frances Arnold, americana (2018).

Física

2020 vencedores07/10/2020 — Roger Penrose, americano, Reinhard Genzel, alemão, e Andrea Ghez, americana, são os ganhadores do Prêmio Nobel 2020 de Física, anunciou a Academia Real das Ciências da Suécia. O prêmio decorreu das descobertas deles sobre os buracos negros, lugar no espaço onde a gravidade é tão forte que nem a luz consegue escapar dela. Os vencedores dividirão o valor de 10 milhões de coroas suecas (cerca de R$ 6,3 milhões). A Andrea Ghez é a quarta mulher a ganhar o Nobel de Física. Antes dela foram laureadas a franco-polonesa Maria Curie em 1903, a alemã Maria Goeppert-Mayer em 1963 e a canadense Donna Strickland em 2018. A laureada deste ano é professora na Universidade da Califórnia em Los Angeles. Na história do Nobel de Física, o primeiro laureado foi o alemão Wilhelm Röntgen em 1091 pela descoberta dos raios x

Medicina

2020 vencedores06/10/2020 — Harvey J. Alter, americano, Michael Houghton, inglês, e Charles M. Rice, americano, são os ganhadores do Prêmio Nobel 2020 em Medicina, anunciou a Academia Sueca. Eles fizeram jus ao prêmio pela descoberta do vírus da hepatite C. Esse vírus causa inflamação do fígado. A inflamação, ao se tornar crônica, pode causar câncer e levar o paciente à morte. A doença é transmitida pelo sangue ou por outros fluidos corporais. Os vencedores dividirão, em partes iguais, o valor de dez milhões de coroas suecas (cerca de R$ 6,3 milhões). Os pesquisadores descobriram o vírus da hepatite C em 1989. A Organização Mundial de Saúde estima a existência de 71 milhões de pessoas portadoras da doença no mundo. O Alter é um cientista independente. O Houghton é professor na Universidade de Alberta (Canadá). O Rice é professor na Universidade Rockfeller (Nova York).


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados