quimica 2017 vencedores1Criomicroscopia Eletrônica

04/10/2017 — Os cientistas Jacques Dubochet, Joachim Frank e Richard Henderson receberam o Prêmio Nobel de Química de 2017 pelo desenvolvimento da criomicroscopia eletrônica. O trabalho simplifica e melhora a imagem de biomoléculas, levando a bioquímica a uma nova era, de acordo com o relatório apresentado pela Academia Real Sueca de Ciências. Os pesquisadores, agora, podem congelar biomoléculas no meio do movimento e visualizar processos que nunca viram anteriormente. Isso é decisivo, segundo os cientistas, tanto para a compreensão básica da química da vida quanto para o desenvolvimento de produtos farmacêuticos.

jacques dubochet quimica 2017Jacques Dubochet
JACQUES DUBOCHET nasceu no dia 08 de junho de 1942, na cidade de Aigle, Cantão de Vaud, Suíça. Biofísico aposentado, foi um ex-pesquisador do Laboratório Europeu de Biologia Molecular, em Heidelberg, Alemanha. Também foi professor honorário de biofísica na Universidade de Lausanne, na Suíça. Durante a carreira, desenvolveu tecnologias em microscopia crio-eletrônica, tomografia eletrônica e microscopia crio-eletrônica de secções vítreas. Essas tecnologias são usadas para criar estruturas biológicas individuais, como complexos de proteínas ou partículas de vírus.

joachim frank quimica 2017Joachim Frank
JOACHIM FRANK nasceu no dia 12 de setembro de 1940, na cidade de Siegen, Renânia do Norte, Alemanha. Biofísico, é considerado o fundador da microscopia crio-elétron de uma única partícula (cryo-EM). Também fez contribuições significativas para a estrutura e função do ribossoma de bactérias e eucariotas. Mudou-se para os Estados Unidos para trabalhar no Instituto de Tecnologia da Califórnia, onde realizou a maior parte das suas pesquisas. Em 2008, ingressou na Universidade de Colúmbia, como professor de Bioquímica, Biofísica Molecular e Ciências Biológicas.

richard henderson quimica 2017Richard Henderson
RICHARD HENDERSON nasceu no dia 19 de julho de 1945, na cidade de Edimburgo, Escócia, Reino Unido. Biólogo molecular e biofísico, foi pioneiro no campo da microscopia eletrônica de moléculas biológicas. Trabalhou na estrutura e no mecanismo da quimotripsina para o seu Ph.D. Esse interesse em proteínas de membrana o levou a trabalhar em canais de sódio com tensão baixa como postdocção, na Universidade de Yale, Estados Unidos. Depois, passou a estudar a estrutura da proteína de membrana bacteriorodiopsina por microscopia eletrônica. Esse trabalho, iniciado em 1975, foi até 1990, quando publicou oficialmente os resultados.

Prêmio Nobel De Química
NOBEL DE QUÍMICA —  É outorgado pela Academia Real das Ciências da Suécia aos cientistas de vários campos da química. É um dos cinco prêmios estabelecidos em 1895 no testamento do cientista Alfred Nobel, morto em 1896. Conforme as orientações contidas no testamento, o prêmio é administrado pela Fundação Nobel e outorgado por um comitê de cinco membros, eleitos pela Academia Real. Na história da premiação, o primeiríssimo lugar pertence aos Estados Unidos, com 44 cientistas laureados. No segundo lugar, aparece o Reino UnidoInglaterra, Escócia, Irlanda e País de Gales —, com 24. A medalha de bronze é da Alemanha, com 22. Na América do Sul, apenas a Argentina tem uma láurea, conseguida pelo cientista Luis Federico Leloir, em 1970.


 

 

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados