centro-pop1O Custo vs. Benefício

04/02/2015 — O custo médio mensal do Centro Pop — uma casa instalada pela Prefeitura de Franca para atendimento dos moradores de rua — é de R$ 29.460,56, de acordo com informações fornecidas pela Secretaria de Ação Social. No ano, assim, o equipamento consome mais de R$ 350 mil. Instalado numa área central da cidade — na Avenida Dr. Hélio Palermo —, o local tem trazido desconforto para os moradores e comerciantes do entorno, mas é considerado um serviço prioritário pela administração municipal. Segundo os dados divulgados em decorrência de pedido feito com base na Lei da Informação, só de aluguel são R$ 6.800,00 por mês. A alimentação dos frequentadores consome mais R$ 17.475,01. Em termos gerais, o Centro Pop atende a aproximadamente 280 pessoas por mês, em várias áreas da assistência social.

A Resposta da Secretaria
O Centro POP não é um projeto e sim um SERVIÇO, criado por uma Política Nacional, pois prevê continuidade, ou seja, o atendimento é ininterrupto, diferente de projetos que possuem prazo definido e limitado. É um serviço previsto na Tipificação Nacional dos Serviços Sócioassistenciais e atende conforme a Política Nacional de Assistência Social (PNAS 2014) e que em 2009 foi efetivado através do Decreto nº 7.053, de 23 de dezembro de 2009 que instituiu a Política Nacional para População em situação de Rua e o seu Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento.

O município de Franca cumpre de forma rigorosa com o disposto em Lei e nas normativas que trata da política para pessoas em situação de rua. Para conhecimento de Vossa Senhoria, no Brasil existem 130 Centros Pop e todos possuem o mesmo objetivo: Ofertar (sic) atendimento a pessoas que utilizam as ruas como espaço de moradia e/ou sobrevivência e tem por finalidade assegurar atendimento, acompanhamento e atividades direcionadas para o desenvolvimento de sociabilidades na perspectiva de fortalecimento de vínculos interpessoais e/ou familiares. A realidade nacional mostra que 90% das pessoas em situação de rua são dependentes de drogas ilícitas (crack) e principalmente lícitas (álcool) e Franca apresenta esta mesma realidade.

Dentre as atividades desenvolvidas no Centro Pop, podemos mencionar:
— atendimento psicológico, social e jurídico: acolhida, escuta qualificada, oferta de informações e orientações;
— encaminhamentos monitorados para a retirada de documentos - CPF, RG, Titulo de eleitor, Certidão de Nascimento entre outros;
— encaminhamentos monitorados aos diversos recursos da rede socioassistencial: CRAS, CREAS, ONGs entre outros e para a área da saúde: Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA); Pronto Socorro Municipal, Posto de Saúde Central, UBS, NGA, Saúde Mental, CAPS, Ambulatório de Tuberculose entre outros;
— Acompanhamento familiar e realização de visitas domiciliares;
— oficinas (artesanato, esportes, teatro, musica) e atividades grupais com os usuários;
— discussões e planejamento de atividades com outros profissionais da rede, principalmente da saúde;
— atendimento médico e social realizado pelos profissionais do CAPS no Centro POP;
— reuniões semanais para os usuários com coordenadores do AA no Centro POP;
— inserção em Comunidades Terapêutica para tratamento para dependência quimica;
— elaboração de currículos;
— encaminhamento para cursos : Pronatec, Caminhos para o Emprego, FUSSOL;
— fornecimento de alimentação: desjejum - pão, leite e café; almoço: arroz, feijão, um legume e uma carne e lanche da tarde: pão, leite, e café;
— possibilidade de higienização: lavar roupas e banho;
— a piscina existente no Centro POP nunca foi usada e nem ativada, portanto quem afirma o contrário desconhece o serviço desenvolvido.

Número de pessoas atendidas e reinseridas na sociedade
Temos um fluxo de aproximadamente 90 pessoas por dia e mensalmente atendemos 280 pessoas em situação de rua. O Centro POP não atende moradores de outros municípios.

Resultados
550 pessoas confeccionaram seus documentos ;
98 pessoas foram encaminhadas para tratamento em Comunidade Terapêutica;
20 pessoas foram internadas no Hospital Psiquiátrico Allan kardec;
387 pessoas foram inseridas em atendimento médico: UBS, NGA, CTA, CAPS, Sec. Saúde, Clinica radiologica, Laboratório Carlos Chagas, Ambulatório de Tuberculose entre outros;
165 pessoas receberam atendimento jurídico;
30 pessoas foram inseridas no mercado de trabalho;
53 pessoas retornaram para o ambiente familiar.
10 pessoas foram inseridas nos cursos de Jardinagem e Eletricista do PRONATEC.

Custos da Administração pública

Descrição/Valor
Água: R$ 2.900,00
Luz: R$ 350,19
Telefone: R$: 1.385,18
Refeição/Marmitex/Lanches/Sucos: R$ 17.475,01
Material de Consumo: R$ 550,18
Aluguel: R$ 6.800,00
TOTAL: R$ 29.460,56 Cofinanciamento Municipal e Federal (média mensal)

gislaine-peres in2(seguem-se normativas do programa)

Ressaltamos que o Cento POP está aberto a (sic) comunidade e aproveitamos a oportunidade para convidá-lo para conhecer o referido trabalho.

Atenciosamente,

ANA PAULA PINTO MARAFIGA RIBEIRO
Divisão de Proteção Social Especial

GISLAINE ALVES LIPORONI PERES
Secretária de Ação Social


 

Prefeitura de Franca

UP TOGGLE DOWN

Prefeitura de Franca

UP TOGGLE DOWN


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados