Energia 2019
marco valor

05/04/2019 — No mês de março de 2019, segundo os dados disponíveis no Portal da Transparência, a Prefeitura de Franca pagou R$ 1.028.364,98 à Companhia Paulista de Força e Luz para o fornecimento de energia elétrica para as unidades e próprios municipais e para a iluminação pública. O valor é quase igual ao registrado no mês anterior, fevereiro, cujas contas somaram R$ 1.112.909,58. Na comparação com o mesmo mês de 2018, porém, houve crescimento de 21,4% nos gastos. Em março do ano passado, as contas somaram R$ 846.844,30. No acumulado deste ano, a CPFL já recebeu dos cofres municipais a quantia de R$ 3,302 milhões, contra R$ 2,845 milhões observados no mesmo período do ano passado. A diferença de R$ 456,6 mil representa 16,0% de aumento nos gastos, bem acima do índice da inflação (IPCA), de 3,89%.

Fevereiro
11/03/2019 — A Prefeitura de Franca pagou à Companhia Paulista de Força e Luz R$ 1.112.909,58 pelo fornecimento de energia elétrica em fevereiro de 2019 às unidades administrativas municipais e à iluminação pública de ruas e praças. O valor é 17,6% maior do o registrado em fevereiro de 2018. No acumulado de dois meses este ano, os pagamentos à CPFL somam R$ 2,274 milhões. No mesmo período do ano passado foram R$ 1,998 milhão, representando aumento de 13,8% de um período para outro. Esse percentual é bem acima da inflação oficial medida pelo IPCA, que, nos doze meses terminados em fevereiro, não chegou aos quatro por cento. No consumo de água, a Prefeitura de Franca também extrapolou no primeiro bimestre de 2019. Pagou à Sabesp a quantia de R$ 364,4 mil. Em janeiro e fevereiro de 2018 foram R$ 317,3 mil, representando um aumento de 14,8% no consumo.

Janeiro
05/02/2018 — A Prefeitura de Franca pagou R$ 1,160 milhão à Companhia Paulista de Força e Luz no mês de janeiro de 2018 pelo fornecimento de iluminação pública e energia para as unidades administrativas municipais. Esse valor é 10,6% maior do que o observado em janeiro de 2018, quando os pagamentos somaram R$ 1,052 milhão. Nos doze meses de 2018, o município arcou com custos de R$ 13,8 milhões referentes à energia elétrica. Em 2017, foram R$ 12,1 milhões. A diferença representa acréscimo, de um período para o outro, de 13,8%. Se a média de janeiro se mantiver ao longo dos outros onze meses de 2019, os custos virarão o ano em quase R$ 14 milhões. Para a redução desses gastos, há tempos foi diagnosticada a necessidade de uma revisão da iluminação pública de várias partes da cidade.

gastos1Histórico Gastos
2009  07.824.588,17
2010  08.016.888,22
2011  07.700.506,50
2012  07.223.076,76
2013  06.529.485,99
2014  07.329.633,31
2015  11.873.050,22
2016  12.279.697,58
2017  12.097.473,68
2018  13.762.822,28


 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados