leon-alberti in1Leon Alberti
linha-gif

LEON BATTISTA ALBERTI nasceu no dia 14 de fevereiro de 1404, na cidade de Gênova, Ligúria, Itália. Morreu no dia 20 de abril de 1472, na cidade de Roma.

Filho ilegítimo de um florentino exilado em Gênova, estudou Direito na Universidade de Bolonha. Sua carreira jurídica foi abreviada em consequência de uma doença que lhe provocou a perda parcial da memória. Também se versou em humanidades em Pádua e Bolonha. Transferiu-se depois para Roma, onde trabalhou para os papas Eugênio IV, Nicolau V e Pio II, em atividades artísticas ligadas à Arquitetura. Formulou em vários escritos novos conceitos sobre a arte, exaltando o papel do artista. Escreveu também uma gramática completa da língua italiana.

Em seu Tratado de Pintura, de 1436, divulgou os princípios da perspectiva linear de Filippo Bruneleschi, que determinaram a técnica renascentista. Sua obra Della Famiglia, em quatro volumes, é tida como sua principal produção literária. De Re Aedificatoria, de 1452, aborda problemas específicos da construção civil, apresentando a Arquitetura como um organismo vivo, cuja beleza provém da perfeita adaptação de sua função. Para atingir a proporção harmônica entre as partes de um edifício, utilizava também técnicas matemáticas. O Palácio de Rucellai e a Igreja de Santa Maria Novella, em Florença, e a Fachada de São Francisco, em Rimini, são algumas de suas obras arquitetônicas. Pode ser considerado um representante do “homem universal” da Renascença.

Frase
“Uma obra está completa quando nada pode ser acrescentado, retirado ou alterado, a não ser para pior”.

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados