kidding p1“Brincando”

17/06/2020 — O considerado “rei das comédias” dos anos de 1990, Jim Carrey, chegou ao catálogo do canal de streaming da Globoplay. Mas não, como seria de se esperar, com um dos seus aclamados longas-metragens, e, sim, com a série “Kidding”. Lançada em 2018, a trama apresenta o personagem Jeff, um apresentador de programas infantis na televisão. Tudo vai bem até que ele entra em crise, arrasado emocionalmente pela morte do filho num acidente de carro. A vida entra em colapso, levando o personagem à conclusão de que a vida pode ser feia e muito cruel. A série ganhou temporadas em 2019 e 2020. No total, são vinte episódios. Esse é o trabalho número 63 do Jim Carrey. No ano passado, ele esteve no filme “Sonic”, uma comédia live-action.

Jim Carrey
JAMES EUGENE CARREY nasceu no dia 17 de janeiro de 1962, na cidade de Novo Mercado, Província de Ontário, Canadá. Filho de um músico de jazz, ainda criança gostava muito de fazer caretas e criar situações engraçadas. Antes de iniciar a carreira de ator, trabalhou, a partir de 1979,  como contador de piadas em bares na cidade de Toronto. Em 1981, fez o primeiro filme, um especial para a televisão, intitulado “Um Debilóide Sem Máscaras”. Embora num papel secundário, roubou as cenas com seu desempenho. Depois de diversos filmes e participações na tevê, estourou mundialmente em 1994 na pele do personagem Ace Ventura, da comédia “Ace Ventura: Um Detetive Diferente”. O sucesso levou à continuação “Ace Ventura: Um Maluco Na África”, lançada em 1995. Em 2018, apareceu nos dez episódios da série “Kidding”, exibida no canal Show Time.

Dark Crimes
07/03/2019 — Está nos cinemas brasileiros o filme “Crimes Obscuros”. O protagonista é vivido pelo talentoso Jim Carrey. Depois de diversas comédias de sucesso, entre as quais a “Debi & Loide 2”, de 2014, ele envereda agora por um drama sombrio de crime e suspense. De acordo com a sinopse, o canadense, na trama, é um policial que investiga um caso que tem muita semelhança com cenas de um livro de um escritor polonês. Ao adentrar o submundo do autor, o policial vai se envolver com sexo, mentiras e corrupção. O filme é baseado num artigo publicado pelo jornalista David Grann no jornal The New Yorker. Esse é o 62.º crédito do Jim Carrey como ator.


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados