rogeria astolfo 20170911aRogéria: Imposição Pelo Talento

04/09/2017 — A atriz Rogéria Astolfo, de 74 anos, morreu, após ser internada num hospital na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, com infecção urinária. A artista havia sido internada no dia 13 de julho em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva da Clínica Pinheiro Machado, com quadro de infecção urinária, Foi entubada na tarde do dia seguinte ao ser constatada uma pneumonia. Como apresentou melhoras, chegou a receber alta, mas não resistiu. Nascida Astolfo Barroso Pinto, Rogéria era a mais antiga transformista em atividade no Brasil. Ao lado de travestis pioneiras do país, foi homenageada no documentário “Divinas Divas”, dirigido pela atriz Leandra Leal.

Astolfo Barroso Pinto
ROGÉRIA nasceu no dia 25 de junho de 1943, na cidade de Cantagalo, Estado do Rio de Janeiro. Iniciou a carreira artística como maquiadora das celebridades na extinta TV Rio. Em 1964, venceu um concurso de fantasias no carnaval carioca, fato qu alavancou a sua capacidade de transformista e atriz. Depois, morou por cinco anos em Paris, França, onde se apresentou em diversos shows. Sabia cantar e falar fluentemente em francês. Começou a trabalhar no cinema em 1968, com uma participação no filme “Enfim Sós... Com o Outro”. Até 2016, foram onze créditos em filmes. No teatro, recebeu, em 1979,  o Troféu Mambembe, pelo espetáculo que fez ao lado do Grande Otelo. À televisão chegou em 1982, como jurada do programa “Cassino do Chacrinha”. Ao todo, participou, até 2016, de 28 produções televisivas.

Principais Trabalhos
1968 — O Homem Que Comprou o Mundo (filme)
1978 — O Gigande da América (filme)
1982 — Cassino do Chacrinha (jurada/tevê)
1989 — Tieta (novela, Globo)
1991 — A Maldição do Sanpaku (filme)
2000 — Zorra Toral (humorístico, Globo)
2001 — Copacabana (filme)
2002 — Desejos de Mulher (novela, Globo)
2007 — Paraíso Tropical (novela, Globo)
2008 — Duas Caras (novela, Globo)
2009 — A Praça É Nossa (humorístico, SBT)
2012 — Malhação (novela, Globo)
2014 — Pé Na Cova (humorístico, Globo)
2015 — Babilônia (novela, Globo)


 

 

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados