c-cunha1Cláudio Cunha

CLÁUDIO FRANCISCO CUNHA nasceu no dia 29 de julho de 1946, na cidade de São Paulo. Morreu no dia 20 de abril de 2015, na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Produziu treze filmes longas metragens e dezenas de curtas na década de 1970, tornando-se um dos principais cineastas da Boca do Lixo, região paulistana na qual se produziam as pornochanchadas da época. Dentre esses filmes, destaca-se o “Amada Amante”, com Sandra Brea e Luiz Gustavo. Lançado em 1978, o filme foi visto por cerca de 6,5 milhões de espectadores. A partir dos anos de 1980, voltou ao teatro, abrindo um filão com a peça “O Analista de Bagé”, baseada no sucesso literário do escritor gaúcho Luís Fernando Veríssimo.

s-carvalho analista1Na peça, mesclou humor e sensualidade, colocando no palco inúmeras modelos (atrizes iniciantes), as quais faziam “muletas” para suas tiradas antológicas. A primeira dessas atrizes foi a sua própria mulher Simone Carvalho (clique AQUI), que, depois de transformaria numa atriz global. O espetáculo, em cartaz por 35 anos, rodou o Brasil. Estima-se que tenha sido visto por mais de dois milhões de espectadores. Pela longevidade, o espetáculo entrou para o Livro dos Recordes. O ator morreu aos 68 anos quando se preparava para uma temporada da peça, na cidade de Porto Alegre. Em 2015, gravou uma participação na novela “Os Dez Mandamentos”. Antes, também fez uma participação na novela “Meu Pedacinho de Chão”, exibida na TV Globo entre agosto de 1971 e maio de 1972.



 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados