Isabela & Bia
201808232018082420180825

2018082222/08/2018 — Aos vinte anos, a atriz brasileira Isabela Souza será a protagonista de uma nova série da Disney. “Bia” é uma produção original das filiais dos estúdios da América Latina, Europa, Oriente Médio e África. Contará com um elenco de atores de diferentes nacionalidades. A mineirinha integrou, em 2018, o elenco da série “Juacas”. Depois desse primeiro trabalho, foi escolhida para protagonizar a nova produção, cuja estreia está prevista para o início de 2019. Na história, a personagem Bia convive com amigos de diferentes talentos, criadores de conteúdos para a internet. O grupo bate de frente com outros jovens, que buscam apenas popularidade nas redes sociais.

Isabela Souza
ISABELA SOUZA MARQUES nasceu no dia 13 de janeiro de 1998, na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais. Modelo desde a criancice, aos catorze anos se interessou pelo teatro. Entrou, assim, num curso de atores, formando-se com dezesseis. A primeira oportunidade na televisão aconteceu em 2017, com a personagem Brida, da série juvenil “Juacas”, produzida pelo canal a cabo da Disney. A série foi exibida nos países da América Latina e em Portugal. Participou de duas temporadas. Em 2018, foi fixada como protagonista da série “Bia”, também da Disney, prevista para exibição, em 2019, nas tevês da América Latina, Europa, Oriente Médio e África. Como cantora, realizou, também em 2018, o vídeo musical “Minha Vez”, resultado do álbum homônimo.


 

Débora Falabella
ft2ft1

DÉBORA LIMA FALABELLA nasceu no dia 22 de fevereiro de 1979, na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais. É uma das atrizes mais requisitadas para produções da TV Globo. Em 2018, vai aparecer na minissérie “Se Eu Fechar os Olhos Agora”. Na trama, ambientada nos anos de 1960, faz a reprimida mulher de um prefeito, que, por causa do mundo em que vive, esconde os verdadeiros desejos. Esse é 44.º crédito como atriz. São 25 produções para a tevê e 18 filmes. No teatro, onde foi “descoberta”, são oito montagens. Embora tenha o mesmo sobrenome, não consta que seja parente do ator, diretor e roteirista Miguel Falabella. O primeiro trabalho na televisão aconteceu em 1997, com um papel na novela “Chiquititas”, exibida no SBT. No cinema, o primeiro crédito está no curta-metragem “Françoise”, lançado em 2001. De acordo com a crítica, o seu melhor trabalho foi apresentado na novela “Avenida Brasil”, de 2012.

mulher invisivel1Trabalhos Na Tevê
1997-1997  CHIQUITITAS  novela  SBT
1998-1999  MALHAÇÃO  novela  Globo
2001-2001  UM ANJO CAIU DO CÉU  novela  Globo
2001-2002  O CLONE  novela  Globo
2003-2003  AGORA É QUE SÃO ELAS  novela  Globo
2004-2004  UM SÓ CORAÇÃO  novela  Globo
2004-2005  SENHORA DO DESTINO  novela  Globo
2006-2006  JK  minissérie  Globo
2006-2006  SINHÁ MOÇA  novela  Globo
2007-2008  DUAS CARAS  novela  Globo
2010-2010  ESCRITO NAS ESTRELAS  novela  Globo
2011-2011  TI TI TI  novela  Globo
2011-2012  A MULHER INVISÍVEL  série  Globo
2012-2012  AVENIDA BRASIL  novela  Globo
2014-2014  DUPLA IDENTIDADE  série  Globo
2016-2016  NUNCA MAIS SERÁ COMO ANTES  série  Globo
2017-2017  A FORÇA DO QUERER  novela  Globo


 

20170724Tempo De Amar

18/07/2017 — Após protagonizar a macrossérie “Liberade, Liberdade”, a Andreia Horta terá papel de destaque na novela “Tempo de Amar”, substituta da “Novo Mundo”, na faixa das 18 horas da TV Globo. Escrita pelo roteirista Alcides Nogueira, a atração está prevista para o mês de setembro. A personagem da atriz mineira, Lucinda, chamará a atenção por ter uma cicatriz no rosto, provocada por uma explosão. Essa marca será escondida pelos cabelos, os quais cobrirão boa parte da face. A caracterização é da maquiadora Anna Van Steen, cuja mãe usava um penteado para esconder um corte que tinha no rosto. Em 2016/2017, a Andreia teve muito trabalho. Além da “Liberdade, Liberdade”, encarnou a Elis Regina, no filme “Elis”. Além disso, acabou de filmar o “Albatroz”, cuja estreia nos cinemas está prevista para 2018.

liberdade-liberdade p1Liberdade, Liberdade
05/08/2016 — Terminou a novela “Liberdade, Liberdade”. A trama principal contou a história da Joaquina da Silva Xavier, suposta filha do Tiradentes, que foi levada para Portugal logo após o enforcamento do pai. A personagem foi vivida com brilhantismo pela atriz Andreia Horta. Retornando ao Brasil já na idade adulta, Joaquina retoma os princípios do pai e se torna ela mesma uma revolucionária. Cobiçada pelo vilão José Maria Rubião (Mateus Solano), a moça cai de amores pelo fora-da-lei Xavier Almeida (Bruno Ferrari), com quem protagonizou cenas tórridas. O desempenho da atriz mineira foi muito elogiado pela crítica. Ela já tinha se destacado anteriormente na novela “Império” (2014-2015). Em 2016, ainda foi protagonista do filme “Elis”, uma biografia da cantora Elis Regina. Clique na imagem para ampliar.

a-horta1ANDREIA ASSIS HORTA nasceu no dia 27 de julho de 1983, na cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais. Mudou-se para o Rio de Janeiro, onde começou a carreira atuando no teatro. Estreou na televisão em 2006, quando viveu a jornalista Márcia Kubtschek na minissérie “JK”. Sua atuação agradou muito a crítica, levando-a a um contrato com a Rede Record para atuar na novela juvenil “Alta Estação”, exibida entre outubro de 2006 a junho de 2007. Em 2008, atuou na série “Alice”, que fez sucesso no canal a cabo HBO. Em 2008-2009, voltou à Record para atuar na novela “Chamas da Vida”. Voltou para a Rede Globo em 2010. Além da tevê, a bela já atuou em três filmes, com destaque para o “Elis”, com o qual, em 2016, ganhou o prêmio de melhor atriz no Festival de Gramado e no Festival Luso-Brasileiro.

a-horta4Trabalhos Na Tevê
2006-2006 — JK (minissérie, Globo)
2006-2007 — Alta Estação (novela, Record)
2008-2008 — Alice (série, HBO)
2008-2009 — Chamas da Vida (novela, Record)
2010-2010 — Alice (série, HBO)
2010-2010 — A Cura (série, Globo)
2011-2011 — Cordel Encantado (novela, Globo)
2012-2012 — Amor, Eterno Amor (novela, Globo)
2013-2013 — Sangue Bom (novela, Globo)
2014-2014 — A Teia (série, Globo)
2014-2015 — Império (novela, Globo)
2016-2016 — Liberdade, Liberdade (novela, Globo)


Patrícia Barros
patricia-barros ft1

PATRÍCIA BARROS nasceu no dia 11 de maio de 1987, na cidade de Itabira, Minas Gerais. Desde cedo se interessou pela carreira de modelo. Por isso, graduou-se em arte e design de moda. Trabalhou para grandes marcas nacionais até, em 2005, iniciar a carreira internacional. Estrelou campanhas publicitárias para a Christian Dior, a Guess e a Yves Rocher, entre outras. Em 2006, iniciou a carreira de atriz atuando no teatro com a peça “Ensaio Sobre a Loucura”, da badalada Virginia Wolf.

Em 2008, teve a sua primeira oportunidade na televisão ao atuar na série adolescente “Malhação”, exibida pela TV Globo. Emendou, em 2011, a série “Morando Sozinho”, produzida pelo canal Multishow. Ficou conhecida nacionalmente, porém, em 2012, com a protagonista Amanda, da novela “Corações Feridos”, do SBT. Essa exposição a levou para a capa da revista Vip, edição de abril daquele ano, com direito a um ensaio sensual de 16 páginas. Em 2016, fez uma pequena participação na novela “Totalmente Demais”. No cinema, são dois filmes: “Nati Morto” (2007) e “O Ouro Das 7 Cruzes” (2009). É a irmã mais nova da top model Ana Beatriz Barros.



betty-balanco 1984“Betty Balanço”

01/08/1984 — Na televisão, Débora Bloch já tinha mostrado todo o seu talento. No filme “Betty Balanço”, ela mostrou tudo. Ela vive a história de uma jovem cantora que batalhava pelo sucesso. Nessa luta, ela resolve deixar a cidade natal e parte para o Rio de Janeiro em busca do seu sonho. Na capital carioca, decepciona-se com os empresários da música e com a violência urbana. Encontra achego, porém, nos braços do namorado, vivido pelo ator Lauro Corona. Aproxima-se também da Bia, personagem da Maria Zilda Bethlem, numa sugestão não confirmada de lesbianismo. Com trilha sonora composta pelo Cazuza, há várias cenas em que Débora mostra toda a sua beleza.

hot1DÉBORA BLOCH nasceu no dia 29 de maio de 1963, na cidade de Belo Horizonte, capital das Minas Gerais. Filha do ator Jonas Bloch, desde cedo viveu no meio de atores e atrizes. Começou a carreira com 17 anos, após fazer cursos especiais de artes cênicas. Profissionalmente, estreou com a peça “Rasga Coração”. Continuou atuando no teatro até estrear na televisão, em 1981, na novela “Jogo da Vida”, exibida pela TV Globo. No cinema, estreou em 1984, fazendo, além do “Betty Balanço”, o “Noites de Sertão”, baseado numa novela do mineiro Guimarães Rosa. Com este filme, ganhou os troféus de melhor atriz no Festival de Gramado, no Festival de Brasília e no Festival de Cartagena. Até 2015 foram 41 produções televisivas, onze filmes e oito peças teatrais. É uma das atrizes mais premiadas do país.

sol-de-verao1cambalacho1Principais Trabalhos Na Tevê
1981-1982 — Jogo da Vida (novela, Globo)

1982-1983 — Sol de Verão (novela, Globo)
1986-1986 — Cambalacho (novela, Globo)
1990-1990 — A, E, I, O, Urca (minissérie, Globo)
1994-1994 — Confissões de Adolescente (série, Cultura)
1994-1995 — As Pupilas do Senhor Reitor (novela, SBT)
1996-1997 — Salsa e Merengue (novela, Globo)
1999-1999 — Andando Nas Nuvens (novela, Globo)
salsa-e-merengue1cordel-encantado12000-2000 — A Invenção do Brasil (minissérie, Globo)
2005-2005 — A Lua Me Disse (novela, Globo)
2006-2006 — JK (minissérie, Globo)
2007-2007 — Amazônia (minissérie, Globo)
2008-2008 — Queridos Amigos (minissérie, Globo)
2009-2009 — Caminho das Índias (novela, Globo)
2010-2010 — Separação?! (série, Globo)
2011-2011 — Cordel Encantado (novela, Globo)
2012-2012 — Avenida Brasil (novela, Globo)
2013-2013 — Saramandaia (novela, Globo)
2015-2015 — Sete Vidas (novela, Globo)


Subcategorias

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados