banner-topo

Débora Duarte, uma das atrizes brasileiras mais respeitadas pela crítica

debora-duarte in1Débora Duarte
linha-gif

DÉBORA SUSAN DUKE nasceu no dia 2 de janeiro de 1950, na cidade de São Paulo.

Ao iniciar a carreira artística, assumiu o sobrenome artístico do padrasto, o ator Lima Duarte. Com cinco anos de idade já demonstrava muito talento. Assim, foi escalada para atuar no seriado Ciranda, Cirandinha, da TV Tupi. Daí para frente não parou mais de atuar. Oficialmente, porém, dá-se como marco de sua carreira a participação na novela Os Miseráveis, em 1958, aos oito anos de idade. Fez poucos trabalhos no cinema: em 1970 atuou em Pais Quadrados... Filhos Avançados. Seguiram-se: Céleste (1970), Pontal da Solidão (1974) e A Menina do Lado (1987).

Até 2012, havia trabalhado em 56 produções para a televisão, entre novelas, séries e minisséries. Ganhou o Troféu Imprensa de melhor atriz em 1967 pela novela Beto Rockfeller (TV Tupi) e os prêmios APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) de revelação em 1967 pela peça teatral O Sistema Fabrizzi, o de melhor atriz em 1985 pela novela Corpo a Corpo, em 1990 pela peça Vida de Artista e em 2000 pela novela Terra Nostra. Em 2010, aos 60 anos, subiu aos palcos novamente com a peça Adorável Desgraçada, de Leilah Assumpção. Em 2011, emocionou o Brasil com a sofrida Amália, da novela Cordel Encantado, e, em 2012, viveu a personagem Eulália Praxedes, na novela Lado a Lado. Sua última novela foi a “Babilônia”, exibida entre março e agosto de 2015, na qual interpretou a personagem Celina Junqueira.



© 2013 Tio Oda - Todos os direitos reservados