bettyfaria in1ELIZABETH MARIA SILVA FARIA nasceu no dia 8 de maio de 1941, cidade do Rio de Janeiro.

A carreira do pai, militar do Exército, obrigou a família a constantes deslocamentos pelo país. Os pais queriam que ela fosse médica, mas desde criança seus pendores foram pela dança. Aos 15 anos, já dava aulas de balé nos clubes cariocas Caiçara e Monte Líbano. Em 1959, com 18 anos, entrou para o corpo de baile da extinta TV Rio. Entre 1960 e 1961, participou do show Skindô e, em 1962, fez Tio Samba.

No ano seguinte, foi contratada por Carlos Machado — o rei da noite no Rio de Janeiro — para ser a estrela do show Chica da Silva, no qual cantava, dançava e representava ao lado de Grande OteloNessa época, já era conhecida com uma das mulheres mais belas do Brasil. Antes de se tornar atriz, passou por vários programas humorísticos das também extintas TV Excelsior e Tupi. Em 1965, fez a sua primeira peça de teatro, Inocentes do Lebron, e seu primeiro filme, Amor e Desamor.

bettyfaria in2Lutando sempre contra os preconceitos que cercavam as bailarinas, começou a estudar teoria da interpretação. Em 1966, ligou-se ao Teatro Oficina, começando uma série de laboratórios com Eugênio Kusnet, que culminaram com sua estreia no teatro Maison de France, no Rio de Janeiro, encenando o clássico Pequenos Burgueses, do russo Máximo GórkiNaquele mesmo ano, passou a viver com o ator Cláudio Marzo. Tempos depois se casou com com o companheiro e fundou o Teatro Carioca de Arte, que abrigou as montagens de Bravo Soldado Schweik e Falsa Criada.

Com os acontecimentos de 1968 e as crescentes dificuldades por que passava a classe teatral na época, viveu um período muito difícil entre 1969 e 1971. Foi uma época em que se entregou às drogas, numa fase bastante autodestrutiva. O convite de Daniel Filho para trabalhar na novela O Homem Que Deve Morrer, em 1970, tirou-a do mau caminho. Esse novo caminho a levou a grandes triunfos na televisão, tornando-se uma atriz de referência para grandes produções da Rede Globo. Além de filmes, novelas e minisséries, atuou em inúmeras peças de teatro. Até 2012, havia feito 26 filmes e 27 novelas.

bettyfaria-tietaNovelas
linha-gif
1969 — Acorrentados (TV Rio) — Sônia Maria
1969 — Rosa Rebelde (Globo) — sem créditos
1969 — A Última Valsa (Globo) — Marion
1969 — Véu de Noiva (Globo) — Irene
1970 — Pgmalião 70 (Globo) — Sandra
1971 — O Homem Que Deve Morrer — Inez
bettyfaria-duascaras11972 — O Bofe (Globo) — Guiomar
1973 — Cavalo de Aço (Globo) — Joana
1974 — O Espigão (Globo) — Lazinha
1975 — Pecado Capital (Globo) — Lucinha
1976 — Duas Vidas (Globo) — Leda Maria
1980 — Água Viva (Globo) — Lígia
1981 — Baila Comigo (Globo) — Joana Lobato
1982 — Elas Por Elas (Globo) — sem créditos
1982 — Gente Fina É Outra Coisa (Globo) — Celina
1984 — Partido Alto (Globo) — Jussara
1989 — O Salvador da Pátria (Globo) — Marina Cintra
1989 — Tieta (Globo) — Tieta (foto acima)
1992 — De Corpo e Alma (Globo) — Antônia Santos Varela
1995 — A Idade da Loba (Bandeirantes) — Valquíria)
1996 — O Campeão (Bandeirantes) — Marilisa
1997 — A Indomada (Globo) — Mirandinha de Sá Maciel
1999 — Suave Veneno (Globo) — Carlota Valdez
2005 — América (Globo) — Djanira Pimenta
2006 — Pé Na Jaca (Globo) — Laura
2008 — Duas Caras (Globo) — Bárbara (foto da direita)
2010 — Uma Rosa Com Amor (SBT) — Amália Petroni
2011 — Avenida Brasil (Globo) — Pilar Albuquerque)
 

bettyfaria in3Minisséries
linha-gif
1965 — TNT (Globo) — sem créditos
1983 — Bandidos da Falange (Globo) — Marluce
1986 — Anos Dourados (Globo) — Glória)
1994 — Incidente em Antares (Globo) — Rosinha
1998 — Labirinto (Globo) — Leonor Martins 

Séries
linha-gif
1993-1994 — Verão Quente (NBP) — Simone Arruda

Filmes
linha-gif
1965 — O Beijo — bailarina
1966 — Amor e Desamor — sem créditos
1967 — A Lei do Cão — Marta
1968 — As Sete Faces de Um Cafajeste — Gildinha
1971 — Piranhas do Asfalto — sem créditos
1971 — Os Monstros de Babaloo — prostituta
1971 — O Crime do Silêncio — sem créditos
1972 — Com Amor e Curtição — sem créditos
1974 — A Estrela Sobe — Leniza Mayer
1975 — O Casal — sem créditos
1976 — Dona Flor e Seus Dois Maridos — Leniza Mayer
1978 — O Cortiço — Rita Baiana
1979 — O Bom Burguês — sem créditos
1980 — Bye Bye Brasil — Salomé
1986 — Jubiabá — Madame Zaíra
1987 — Romance de Empregada — Fausta
1987 — Anjos do Arrabalde — Dália
1987 — Um Trem Para as Estrelas — Camila
1988 — Lili — A Estrela do Crime — Lili Carabina
1992 — Perfume de Gardênia — Odete Vargas
1994 — Programa de Auditório — sem crédito
1997 — For All — O Trampolin da Vitória — Lindalva
2004 — Bens Confiscados — Isabela Siqueira
2004 — Marlene de Souza — Betty
2004 — Sexo, Amor e Traição — Yara
2007 — Chega de Saudade — Elza


 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados