banner-topo

Num ano bastante dramático, a Camila Pitanga fechou 2016 como a melhor atriz da tevê

camila-pitanga velho-chico1Camila Pitanga & Velho Chico

18/12/2016 — A vencedora do prêmio de melhor atriz do ano, troféu oferecido no programa “Domingão do Faustão”, foi a Camila Pintanga. A láurea é decorrência do trabalho realizado na novela “Velho Chico”, na qual fez, na segunda fase, a personagem Tereza. Mulher forte, de muita tenacidade, a personagem bateu de frente com o pai — o coronel Afrânio (Antônio Fagundes) tanto no que concerne ao sistema de produção da fazenda da família quanto ao relacionamento amoroso com o Santo dos Anjos (Domingos Montanher). O trabalho carregou uma forte carga dramática e emocional. A Camila concorreu com as atrizes Andreia Horta, que fez um trabalho muito bom na “Liberdade, Liberdade” e com a Marina Ruy Barbosa, que se fez “adulta” na “Totalmente Demais”.

No entender da crítica especializada, ela foi um dos poucos acertos da produção ao escolher o elenco para a segunda fase da novela “Velho Chico”. Ela substituiu atriz original Julia Dalavia. Além de haver uma semelhança física entre as duas, a Camila continuo com a carga dramática que marcou a personagem na primeira fase. Teresa, na primeira fase, se apaixonou pelo Santo dos Anjos (Renato Góes). Mas o romance lhe deixou a tristeza de não poder ficar com o amado, embora com um filho na barriga. Trinta anos depois, os dois se reencontram (Santo é interpretado pelo Domingos Montanher), mas a impossibilidade do amor ainda lhes causa sofrimento. A rivalidade entre as duas famílias impede o acerto entre os dois. A carga dramática ficou ainda maior quando, no final da novela, o Domingos morreu ao seu lado, engolido pelas águas do Rio São Francisco.

babilonia2Camila Manhães Pitanga
Nasceu no dia 14 de junho de 1977, na cidade do Rio de Janeiro. É filha do ator Antônio Pitanga e da atriz Vera Manhães. Por isso, desde cedo, se interessou pela carreira de atriz. A estreia se deu no cinema em 1984, no filme “Quilombo”, do diretor Cacá Diegues. Aos onze anos, tornou-se uma das assistentes de palco do programa “Clube da Criança”, da TV Manchete. Nas novelas, estreou em 1993, com participações na “Sex Appeal” e na “Fera Ferida”. A primeira protagonista aconteceu em 1996, na série “Malhação”. Depois disso, passou a ser uma das referências para as novelas da TV Globo. Até 2016, são 26 produções entre minisséries, séries, novelas e especiais. No cinema, são 16 filmes, com destaque para o “Caramuru” (2001).

babilonia1Principais Trabalhos Na TV
1995-1995 — A Próxima Vítima (novela)
1996-1996 — Malhação (série)
1998-1999 — Pecado Capital (novela)
2000-2000 — A Invenção do Brasil (minissérie)
2001-2001 — Porto dos Milagres (novela)
2002-2002 — Pastores da Noite (minissérie)
2003-2003 — Mulheres Apaixonadas (novela)
2004-2004 — Quem Vai Ficar Com Mário? (especial)
2005-2006 — Belíssima (novela)
2007-2007 — Paraíso Tropical (novela)
2008-2008 — Som Brasil (musical)
2009-2010 — Cama de Gato (novela)
2011-2011 — Insensato Coração (novela)
2012-2013 — Lado a Lado (novela)
2015-2015 — Babilônia (novela)
2016-2016 — Velho Chico (novela)



© 2013 Tio Oda - Todos os direitos reservados