mata me de prazerKilling Me Softly

21/08/2019 — O filme “Mata-me de Prazer”, um drama de mistério e romance, foi lançado diretamente no formato DVD no Brasil em dezembro de 2002. A trama traz a bela Heather Graham, no auge dos seus  trinta e dois anos. Ela interpreta a personagem Alice, uma promissora pesquisadora londrina, que conhece o Adam (Joseph Fiennes), um famoso alpinista. Depois de uma louca noite de sexo, a pesquisadora decide abandonar o atual namorado para ficar com o novo amor. Pouco tempo depois, os dois se casam, embora tenha recebido uma carta para tomar cuidado com o noivo. Ou seja, ele não é o que parece ser. Já casada, ela descobre cartas perturbadoras sobre o marido. O filme arrebatou US$ 37,9 milhões nas bilheterias mundiais, resultado compatível com uma produção de baixo orçamento.

Heather
ft1

HEATHER JOAN GRAHAM nasceu no dia 29 de janeiro de 1970, na cidade de Milwaukee, Estado do Wisconsin, Estados Unidos. Começou a se interessar pela carreira de atriz ainda na escola primária, participando de pequenas peças teatrais. Estreou no cinema com apenas 14 anos, em 1984, como uma trabalhadora de fábrica, no filme “Senhora Soffel”. À televisão chegou em 1987 em dois episódios da série “Tudo Em Família”. Ainda na tevê faria sucesso em outras produções, com destaque para as series “Twin Peaks”, seis episódios em 1991; “Hotel Alexandria”, seis episódios em 1999; “Scrubs”, nove episódios entre 2004 e 2005; “Californication”, nove episódios em 2014; e “Lei & Ordem: Crime Verdadeiro”, sete episódios em 2017.

Em filmes, depois de várias participações, encarou a primeira protagonista em 1994, no “Don´t Do It”, que não chegou ao Brasil. Trata-se de um romance, em que a sua personagem, Suzanna, se envolve com o personagem Dodger, vivido pelo ator James LeGross. O maior sucesso, porém, aconteceu em 1999, com a personagem Felicity Shagwell, do filme “Austin Powers: O Agente ´Bond´Cama”. A produção foi um estrondoso sucesso, fazendo, nas bilheterias mundiais, 312,1 milhões de dólares. O desempenho a creditou para outras grandes produções. Em 2017 completou o “Half Magic”, sem título em português, no qual, além de fazer a protagonista Honey, ainda funciona como roteirista e diretora. No total, na carreira, são 100 créditos como atriz, entre longas-metragens, curtas-metragens, séries e minisséries.


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados