Rita Camata
ft2ft1

RITA DE CÁSSIA PASTE CAMATA nasceu no dia 1.º de janeiro de 1961, na cidade de Venda Nova do Imigrante, Estado do Espírito Santo. Fez os estudos primários e secundários na cidade natal. Depois, em 1981, graduou-se em jornalismo na Universidade Federal do Espírito Santo. Neste mesmo ano, casou-se com o então deputado federal Gérson Camata, que se elegeria governador do estado no ano seguinte. Pelas mãos do marido, entrou na política, assumindo, desde logo, a presidência do Diretório Municipal do PMDB, na capital Vitória. Como primeira-dama do estado, destacou-se com o trabalho desenvolvido Unidade Comunitária de Integração Social. Essa visibilidade lhe possibilitou a vitória na eleição para deputada federal em 1986.

Assumiu o mandato em 1987 e, logo, ganhou dos jornalistas o epíteto de “musa da constituinte”. Mereceu, mesmo, uma reportagem especial da revista Playboy, publicada na edição de janeiro de 1988. Foi uma parlamentar bastante atuante, reelegendo-se, sucessivamente, em 1990, 1994 e 2002. Por causa da imensa popularidade conseguida em todo o país, foi a escolhida, em 2002, para ser a candidata a vice-presidência da república, na chapa encabeçada pelo paulista José Serra. A chapa não foi eleita. Ela ficou, assim, fora dos holofotes políticos por quatro anos, voltando ao Congresso Nacional em 2006. Os trabalhos mais relevantes foram as relatorias do Estatuto da Criança e do Adolescente, lei aprovada em 1990, e da Lei de Responsabilidade Fiscal, aprovada em 2000. Com a derrota na candidatura para o Senado Federal, pelo PSDB em 2010, resolveu se aposentar da política.


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados