salvador pan1Salvador

O município foi fundado no dia 29 de março de 1549.

Situa-se no extremo leste do Estado da Bahia. Limita-se geograficamente ao norte com os municípios de São Francisco do Conde e Madre de Deus, ao nordeste com Candeias e Simões Filho, ao sul o Oceano Atlântico, a leste com Lauro de Freitas e a oeste com Itaparica. Em 2012, o IBGE estimou a sua população em 2,7 milhões de habitantes, assentados numa área geográfica de 706,8 quilômetros quadrados. O Produto Interno Bruto (PIB) estimado é de R$ 31 bilhões, distribuídos pelos setores de Serviços, Comércio e Turismo (81,50%), Indústria e Agronegócios (18,44%), Agricultura e Pecuária (0,06%). O Índice de Desenvolvimento Humano, medido pela ONU, é 0,805, considerado elevado. O prefeito é o advogado Antônio Carlos Magalhães Neto (abaixo, à esquerda), eleito em 2012 para o mandato de 2013-2016.

acm-neto in1Historicamente, a região, antes mesmo de ser fundada cidade, já era habitada desde o naufrágio de um navio francês, em 1510, de cuja tripulação fazia parte Diogo Álvares, o famoso Caramuru. Em 1534, foi fundada a capela em louvor a Nossa Senhora da Graça, porque ali viviam Caramuru e sua esposa, Catarina Paraguaçu. Em 1536, chegou à região o primeiro donatário, Francisco Pereira Coutinho, que recebeu capitania hereditária do Rei Dom João III. Fundou o Arraial do Pereira nas imediações onde hoje está a Ladeira da Barra. Esse arraial, doze anos depois, na época da fundação da cidade, foi chamado de Vila Velha. Os índios não gostavam de Pereira Coutinho por causa de sua crueldade e arrogância no trato. Daí, decorreram diversas revoltas.

Uma delas obrigou o donatário a refugiar-se em Porto Seguro, com Caramuru. Na volta, já na Baía de Todos os Santos, enfrentou forte tormenta e o barco, à deriva, chegou à Praia de Itaparica. Os índios fizeram-no prisioneiro, mas deram liberdade a Caramuru. O donatário foi retalhado e servido numa festa antropofágica. Em 29 de março de 1549 chegou ao local Tomé de Sousa, o primeiro governador geral do Brasil, e comitiva. Nasceu assim a cidade, já capital, sem nunca ter sido província. Após Tomé de Sousa, tomou posse o segundo governador geral: Duarte da Costa, que chegou em 13 de julho de 1553. Depois de Duarte da Costa veio Mem de Sá, terceiro governador geral, que governou até 1572.

A cidade foi invadida pelos holandeses em 1598, 1624, 1625 e 1638. No final do século XVII, o Estado da Bahia se tornou a maior província exportadora de açúcar. Nesta época, os limites da cidade iam da Freguesia de Santo Antônio Além do Carmo até a Freguesia de São Pedro Velho. A Cidade do São Salvador da Bahia de Todos os Santos foi a capital e sede da administração colonial do Brasil até 1763. Em 1809, Marcos de Noronha e Brito, o Conde dos Arcos, iniciou sua administração, como representante do rei de Portugal. Em 1812, ele inaugurou o Teatro São João, onde mais tarde Xisto Bahia cantaria suas chulas e lundus e Castro Alves inflamaria a plateia com os maravilhosos poemas líricos e abolicionistas.

adriana-carvalho in1Ainda no governo do Conde dos Arcos, ocorreram os grandes deslizamentos nas Ladeiras da Gameleira, Misericórdia e Montanha. Em 1835, ocorreu a revolta dos escravos muçulmanos, conhecida como Revolta dos Malês. Durante o século XIX, continuou a influenciar a política nacional, tendo emplacado diversos ministros de gabinete no Segundo Reinado. Com a Proclamação da República e a crise nas exportações de açúcar, a influência econômica e política da cidade no cenário nacional começou a cair. Em 1912, a cidade foi bombardeada por causa das disputas entre as lideranças oligárquicas na sucessão do governo. Em decorrência, a Biblioteca e Arquivo foram destruídos, perdendo-se de forma irremediável importantes documentos históricos da própria cidade.

Possui famosas praias, como as de Itapuã, dos Artistas e do Porto da Barra. Essas praias atraem tanto habitantes locais como milhares de turistas brasileiros e estrangeiros anualmente, principalmente devido à temperatura agradável da água. Algumas delas possuem restaurantes típicos na própria areia (barracas de praia), nas quais se preparam frutos do mar e bebidas diversas. Além disto, é comum encontrar tabuleiros de baianas, onde é possível provar os pratos típicos da Bahia, como o acarajé. É o centro da cultura afro-brasileira. A maior parte da população é negra ou parda. É também a cidade com o maior número de descendentes africanos no mundo, seguida por Nova York. Esses descendentes afros são majoritariamente de origem iorubá, vindos da Nigéria, Togo, Benim e Gana. Entre os seus filhos ilustres, encontra-se a modelo Adriana Carvalho (acima, à direita), a garota do pôster da Playboy Brasileira de março de 1996.


Cidades Brasileiras

UP TOGGLE DOWN


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados