volta-redonda-pc1Volta Redonda

Foi fundada em 17 de julho de 1954.

Situa-se no oeste do Estado do Rio de Janeiro, Região do Médio Paraíba. Limita-se territorialmente com os municípios de Barra Mansa, ao norte, ao oeste e ao sul; Barra do Piraí, ao nordeste; e Pinhoral, ao leste. O censo demográfico de 2010 (atualizado em 2012) estimou a população em 257.803 habitantes, assentados numa área geográfica de 182.317 quilômetros quadrados. O Produto Interno Bruto estimado é de R$ 9,2 bilhões, distribuído pelos setores do Comércio e Serviços (54,8%), Indústria (45,1%) e Agropecuária (0,1%). O Índice de Desenvolvimento Humano é 0,815, considerado elevado pelos padrões da Organização das nações Unidas. A arrecadação de tributos tem como carro-chefe a Companhia Siderúrgica Nacional.

Historicamente, até meados do século XVIII, a região era habitada pelos índios puris-coroados. A partir de então, começaram a chegar os seus primeiros ocupantes não índios, procedentes de Nossa Senhora da Conceição do Campo Alegre da Paraíba Nova (a atual cidade de Resende), à procura de ouro e pedras preciosas. Em 1765, José Alberto Monteiro obteve, do vice-rei Antônio Álvares da Cunha, conde da Cunha, uma sesmaria à margem do Rio Paraíba do Sul, onde, hoje, se encontra a maior parte do território do município, sendo considerado o primeiro “homem branco” a habitar suas terras. A partir de então, algumas povoações cresceram próximas às grandes fazendas de café que se formaram no século XIX.

Em 3 de outubro de 1832, foi criado o município de Barra Mansa. Parte considerável de Volta Redonda pertencia às suas terras. Por volta de 1860, foi criado o primeiro núcleo urbano, chamado Arraial de Santo Antônio da Volta Redonda, no atual bairro histórico de Niterói. Em 1864, foi construída uma ponte de madeira sobre o Rio Paraíba do Sul, o que permitiu o escoamento da produção cafeeira das fazendas da margem direita do rio através do porto, que se localizava na margem esquerda. O porto permitia o comércio fluvial até a cidade de Barra do Piraí. As primeiras aspirações de autonomia do lugarejo surgiram em 1874, quando os moradores pleitearam a elevação do povoado à categoria de freguesia.

csn in1As fazendas de café da região foram sendo gradualmente substituídas por fazendas de gado leiteiro após a abolição da escravatura, em 1888. Dessa época até a chegada da Companhia Siderúrgica Nacional, o então distrito denominado Santo Antônio de Volta Redonda (o oitavo do município de Barra Mansa) cresceu lentamente, com o aparecimento de pequenas indústrias e cooperativas e pouco desenvolvimento estrutural e social. Então, por volta de 1941, quando a usina começou a ser construída, ganhou um desenvolvimento incomum, com a chegada de milhares de pessoas em busca de trabalho. Em 1946, a CSN entrou em operação e a população continuou crescendo vertiginosamente com o surgimento de edificações por todos os lados.

Em 17 de julho de 1954, a Cidade do Aço se emancipou de Barra Mansa. No entorno da siderúrgica, foi-se erguendo (na margem direita do Rio Paraíba) a vila operária, chamada então de Cidade Nova, que só passaria à administração municipal em 1968 e que possuía melhor infraestrutura urbana e de serviços públicos do que o restante do município, também chamado de Cidade Velha. Até essa data, a prefeitura da cidade somente administrava a área correspondente à margem esquerda e alguns poucos bairros situados na margem direita, que ainda careciam de vários serviços básicos. Em 1973, foi declarada pelo governo federal “área de segurança nacional”, situação que perdurou até 1985 e que impossibilitou a população de eleger prefeitos.

Na década de 1980, várias greves na CSN (que contava com mais de trinta mil empregados diretos e indiretos) agitaram o meio político e social do município, culminando, durante a greve de 1988, com a morte de três operários no interior da usina por militares do Exército. Em 1993, com a privatização da companhia, a cidade enfrentou grave problema econômico que só pôde ser contornado com a intervenção do poder público e com a reorientação da economia municipal para o comércio e a prestação de serviços. A partir de meados da década de 1990, diversas obras de urbanização, remodelamento do mobiliário urbano bem como outras de engenharia de grande porte (viadutos, novo Estádio Municipal, praças, escolas, ginásios) deram nova feição à cidade, tida hoje como a de melhor qualidade de vida no interior do Estado do Rio de Janeiro. O prefeito municipal, reeleito em 2012 para o mandato 2013-2016, é Antônio Francisco Neto.

Cidades Brasileiras

UP TOGGLE DOWN


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados