ituacu-entrada1Ituaçu

Foi fundada através da Lei 988, publicada no dia 9 de outubro de 1867. Foi elevada à categoria de cidade no dia 26 de agosto de 1897.

Situa-se no centro-oeste do Estado da Bahia. Limita-se territorialmente ao sul com os municípios de Brumado e Tanhaçu, ao norte com Jussipe e Barra da Estiva, a leste com Contendas do Sincorá e Tanhaçu e a oeste com Rio das Contas e Brumado. O último censo demográfico (2010) estimou a população em 18.1 mil habitantes, assentados numa área de 1,2 mil quilômetros quadrados. O produto interno bruto está estimado em R$ 62,7 milhões, representados pelos setores de serviços e comércio (62,6%), agropecuário (29,5%) e industrial (7,9%). O setor industrial deu um salto a partir de 2012, com o início das atividades de empresas de cimento. A cidade está situada numa área rica em calcário.

ituacu-moendas1Historicamente, até os fins do século XVII, habitavam nas margens do Rio das Contas os índios maracaiares e os tapajós, cujas aldeias se localizavam no lugar onde hoje se encontra a cidade. Em 1720, exploradores portugueses e brasileiros tomavam como rota de exploração o curso dos rios, principalmente o Rio das Contas. Sob o comando do explorador André da Rocha Pinto, após dominarem os silvícolas tapajós e maracaiares, estabeleceram-se na região e chamaram-na de Brejo Grande. Em 1732, foram edificadas as primeiras casas, dando início ao povoado. A partir de 1780, o povoamento foi intensificado, surgindo então as fazendas Ribeirão, Riachão, Palmeiras, Angico, Bicudo e outras.

ituacu-edis1Em face de uma lei de 1827, o município começou a obter capacidade para a vida política e administrativa. Em 1892, criou-se o Distrito de Brejo Grande. Em 1867, o distrito foi desanexado do município de Santa Isabel do Paraguaçu (atual Mucugê). Em 1897, lei estadual conferiu autonomia administrativa ao lugar, já com a denominação de Ituaçu. Suas principais atrações turísticas são: Cachoeira das Moendas, no Riacho Cainana, com aproximadamente setenta metros de altura; Gruta da Mangabeira, um das maiores da Chapada Diamantina, com 3,2 quilômetros de extensão; Serra e Bica da Água Preta, com as opções do poços do Violão e do Coração; Cachoeira do Rio Mato Grosso, que apresenta ainda pequenas cascatas; Passagem Grande, situada num afluente do Rio Mato Grosso, de águas cristalinas; e Morro do Ouro, para escaladas e esportes radicais.

Cidades Brasileiras

UP TOGGLE DOWN


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados