sao-desiderio ba1São Desidério

Foi elevada à categoria de município no dia 22 de fevereiro de 1962. Antes disso, figurava como distrito do município de Barreiras.

Situa-se no extremo oeste do Estado da Bahia. Limita-se geograficamente ao norte com os municípios de Barreiras, Catolândia e Luís Eduardo Magalhães; ao sul, com Correntina; a sudeste, com Canápolis; ao sudoeste e ao oeste, com o Estado de Tocantins. De acordo com dados do IBGE, a população foi estimada, em 2013, em  31.785 habitantes, assentados numa área geográfica de 15.157 quilômetros quadrados. O Produto Interno Bruto estimado é de R$ 854,1 milhões, dividido pelos setores da Agropecuária (68,38%), Comércio e Serviços (26,92%) e Indústria (4,70%). O Índice de Desenvolvimento Humano (IDHM) é 0,610 — no estado, 253; no país, 4.448.

Registros históricos revelam que a região onde se situa era, na pré-história, habitada por tribos indígenas. A descoberta de sítios arqueológicos, urnas funerárias e pinturas rupestres — que ainda hoje podem ser encontradas em grutas — atestam indícios de vida humana na época das cavernas. Com a divisão do Brasil em Capitanias Hereditárias, o oeste da Bahia foi inserido no território de Pernambuco, decisão confirmada em 1534. A grande distância do município de Salvador e Pernambuco foi um dos motivos que impulsionou a assinatura, em 1827, do decreto que transformou a região correspondente à Bahia em Campo Largo. No final do século XIX, Campo Largo foi desmembrada, originando os municípios de Angical em 1890, e Barreiras, em 1891.

Modernamente, o destaque do município é a comunidade de Ilha do Vítor, na qual se reúne um grupo de artesãos para produzir peças de artesanato com matérias primas nativas da região, especialmente o buriti. Os artesãos criaram a Associação dos Trançadores da Palha do Buriti. Com o apoio do Sebrae, passaram a confeccionar com mais qualidade os produtos que tradicionalmente faziam em casa apenas para uso próprio. A palha do buriti é usada na construção de portas e coberturas, na fabricação de móveis e de utensílios diversos, tais como redes, esteiras, vassouras, peneiras, balaios, rolhas e chapéus. O município tem grande destaque na produção agrícola brasileira, tendo alcançado o maior valor de produção do Brasil em 2012, segundo dados do IBGE, superando a cidade de Sorriso-MT.

Cidades Brasileiras

UP TOGGLE DOWN


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados