Abadiânia
abadiana vista

ABADIÂNIA — Município situado no centro-leste do Estado de Goiás. A cidade é famosa internacionalmente por sediar a Casa de Dom Inácio de Loyola, onde o médium João Teixeira de Faria realiza cirurgias sem anestesia. A população estimada pelo IBGE para 2017 é de 18.775 habitantes, distribuídos por uma área geográfica de 1,0 mil quilômetros quadrados. O Produto Interno Bruto, medido em 2014, é de R$ 280,7 milhões, com predominância do setor de serviços, com 43%. A agropecuária absorve 22,5% das riquezas locais, enquanto a indústria responde por 7,1%. O Índice de Desenvolvimento Humano referente a 2010 é 0,689, considerado médio.

Historicamente, os responsáveis pelo povoamento do local foram os habitantes de Corumbá de Goiás, atraídos pela fertilidade das terras para a exploração agrícola e pastoril, nas margens do Rio Capivari e do Córrego Caruru. A fundação do povoado se processou em 1874 com a realização de rezas, sob a direção da Dona Emerenciana, primeira moradora do local, originando-se, assim, o núcleo urbano. Inicialmente, o movimento de fiéis se fazia numa modesta capelinha de pau-a-pique. Mais tarde, as festividades religiosas transformaram-se em grandes romarias em louvor à Nossa Senhora da Abadia.

Em 17 de agosto de 1895, após a realização da romaria, a Dona Emeremciana obteve de alguns donos de terras a doação do terreno para a formação do patrimônio, cujo nome inicial foi “Posse”, decorrente do ato natural de posse dos primeiros moradores. Pelo Decreto-Lei Estadual 8.305, de 31 de dezembro de 1943, o povoado passou à condição de distrito, pertencente ao município de Corumbá de Goiás, com a denominação de “Abadiânia”, topônimo em louvor à padroeira, Nossa Senhora da Abadia. A emancipação política se deu pela Lei Estadual 832, de 20 de outubro de 1953, desmembrando-se, assim, de Corumbá de Goiás.

Economicamente, a cidade produz milho e feijão. Na pecuária, destacam-se os rebanhos de bovinos e suínos. A atividade com aves também é diversa, com destaque para patos e gansos. De acordo com os registros oficiais, fechou o ano de 2016 com 574 estabelecimentos registrados, dentre os quais 41 indústrias, 142 lojas comerciais, 171 unidades de agropecuária e 189 escritórios de serviços. Um dos principais pontos turísticos é o lago artificial formado pela usina hidrelétrica de Corumbá IV, que gera energia para o Distrito Federal. O local é frequentemente usado por milhares de brasilienses e goianienses, que para lá acorrem em fins de semana e feriados prolongados.


 

Cidades Brasileiras

UP TOGGLE DOWN


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados