banner-topo

Francis Hutcheson, o filósofo irlandês que ensinou as bases do sentido moral

francis-hutcheson1Francis Hutcheson

Nasceu no dia 8 de agosto de 1694, na localidade de Durmalig, Irlanda do Norte. Morreu no dia 8 de agosto de 1746, na cidade de Glasgow, Escócia.

Estudou na Universidade de Glasgow. Entre 1720 e 1727, ensinou numa escola presbiteriana de Dublin e, depois, voltou à Escócia para ser professor de filosofia moral na Universidade de Glasgow. É considerado um dos principais representantes da chamada “escola do sentido moral”. Segundo ele, o sentido moral é a fonte da consciência moral. Por meio desse sentido, podem-se perceber as diferenças entre as ações moralmente boas e as ações moralmente más. Mas o sentido moral também leva o homem a aprovar as primeiras.

Frequentemente identificava a bondade à virtude. A bondade é uma espécie de instinto existente em cada homem. É o que o impele a promover o bem dos demais. Este bem é muitas vezes comparado com a “maior felicidade”. Foi influenciado por John Locke: apesar de o sentido moral ser “inato”, a percepção das qualidades morais (das “ideias morais”) seria adquirida mediante a experiência, que é o exercício do sentido moral na realidade. Deixou, entre outras, as obras Investigações Sobre a Origem de Nossas Ideias de Beleza e Virtude, Ensaio Sobre a Natureza e A Conduta das Paixões Com Ilustrações sobre o Sentido Moral.


© 2013 Tio Oda - Todos os direitos reservados