paul-botta1Paul Botta

PAUL ÉMILE BOTTA nasceu no dia 6 de dezembro de 1802, na cidade de Turim, Piemonte, Itália. Morreu no dia 29 de março de 1870, na localidade de Achères, França.

Filho do historiador Carlos Botta — político republicano que lutou a favor da queda de Napoleão Bonaparte —, inicialmente interessou-se pela medicina. Em 1820, a família se mudou para Paris. Na capital francesa, estudou com o zoólogo e anatomista Henri Blainville. Depois de algum tempo, foi selecionado para uma viagem de pesquisa ao redor do mundo. Rumou para o sul, parando, inclusive, no Rio de Janeiro. Em 1830, partiu para o Oriente Médio, onde se colocou a serviço de Maomé Ali. Em Alexandria, Egito, foi nomeado cônsul.

Em seguida, viajou ao Iêmen para coletar plantas em nome do Museu de História Natural de Paris. Visitou também Mossul, no norte do Iraque, Jerusalém e Trípoli (atual cidade da Síria). Fazendo escavações em Carsabad em 1843, descobriu o palácio do rei assírio Sargão I, ressuscitando os primeiros monumentos daquela civilização. Dedicou grande parte do seu trabalho aos estudos da escrita assíria. Mas apenas depois de outras descobertas foi que constatou o caráter silábico das incisões cuneiformes. Deixou para a posteridade as obras Memória Sobre a Escrita Cuneiforme Assíria e Monumentos de Nínive. Grande parte dos seus achados foi encaminhada para Paris, onde foi catalogada e exposta em museu.


 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados