i-barrow1O professor de Newton

Isaac Barrow nasceu em dia incerto do mês de outubro de 1630 e morreu no dia 4 de maio de 1677, na cidade de Londres, Inglaterra.

Desde quando criança, seu pai queria que ele fosse um sábio. Por isso, pagou o dobro das taxas escolares para que o filho recebesse mais atenção. Entretanto, num primeiro momento isso não adiantou: na escola, o filho ficou com a reputação de garoto rebelde. Quando o pai ficou sabendo disso, ele foi imediatamente transferido para outra escola, conhecida por ser muito rigorosa. Nesse segundo estabelecimento, começou o seu desenvolvimento. Mas problemas políticos fizeram com que pai tivesse muitas perdas econômicas, acabando por não conseguir pagar as taxas escolares extras. Mas o diretor da escola, percebendo o grande potencial do garoto, permitiu que este permanecesse estudando assim mesmo.

i-barrow2Posteriormente, estudou literatura, ciência e filosofia na Universidade de Cambridge. Após viajar pela França, Itália e Oriente Próximo, retornou à Inglaterra, onde se ordenou padre. Em 1660 começou a lecionar grego na universidade de origem. Dois anos depois, foi escolhido para lecionar geometria no Gresham College, em Londres. Professor de matemática em Cambridge em 1664, retirou-se da carreira universitária em 1669, passando a cadeira para o seu discípulo Isaac Newton. Deixou importantes trabalhos na área da geometria. Em sua obra “Método da Tangentes” apresentou as ideias originais que levaram Newton a formular a sua teoria das proporções últimas.

Além de introduzir o triângulo diferencial, foi o primeiro a observar explicitamente a relação recíproca entre diferenciação e integração. Seus principais trabalhos científicos são: “Elementos de Euclides”, “Lições de Ótica”, “Treze Lições de Geometria”, “Os Trabalhos de Arquimedes” e “Lições de Matemática”. Foi um dos 150 cientistas associados da Real Sociedade. Em 1677 contraiu febre em Londres. Tentou usar o ópio para se curar, pois essa droga já o havia curado anteriormente em Constantinopla. O tratamento, entretanto, não surtiu o efeito desejado e ele veio a morrer pouco tempo depois. É creditada a ele a descoberta do cálculo moderno. Em sua homenagem, uma das crateras da Lua foi batizada com o nome de Cratera de Barrow.


 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados