Valerie
20190729

VALERIE RITCHIE PERRINE nasceu no dia três de setembro de 1943, na cidade de Galveston, Estado do Texas, Estados Unidos. Começou a trabalhar artisticamente como dançarina de cassinos na cidade de Las Vegas. Começou a atuar como atriz relativamente tarde. A primeira oportunidade apareceu em 1971 num papel não creditado na aventura de espionagem “007 — Os Diamantes São Eternos”. Foi preponderante para a carreira o ensaio sensual que fez para a revista Playboy, edição de maio de 1972. Neste mesmo ano, esteve num papel secundário, mas importante, da comédia de ficção científica “Matadouro Cinco”.

Na década de 1970, foram mais onze filmes, com destaque para o drama “Lenny”, uma biografia do Lenny Bruce, um comediante de sucesso entre 1950 e 1960, condenado por obscenidades em 1964. Ela interpretou de forma brilhante a esposa desse artista, uma stripper. O desempenho lhe valeu a conquista do prêmio de melhor atriz no Festival de Cannes. Também foi indicada para o Oscar de 1975. Em 1978, interpretou a personagem Eve Teschmacher, esposa do vilão Lex Luthor, no campeoníssimo “Superman — O Filme”. A personagem voltou na continuação “Superman 2 — A Aventura Continua”, lançada em 1980. Nesta década, esteve em onze filmes, quatro séries e uma minissérie.

Na década de 1990, o ritmo de trabalho continuou muito intenso, com a feitura de onze filmes e dez participações na tevê. Entre os filmes, o destaque vai para a aventura “Adolescentes Em Fuga”, estrelado pela Erika Eleniak. Na televisão, esteve em três episódios da série “Nash Bridges”, sucesso mundial da Paramount, com o Don Johnson no papel principal. Na década de 2000, os trabalhos de maior peso começaram a rarear. No total, na carreira, registra sessenta e oito créditos. O último trabalho de que participou foi a comédia familiar “Céus de Prata”, em 2016, ao lado de outros veteranos como o George Hamilton, a Barbara Bain e a Mariette Hartley. A época áurea da Valerie aconteceu entre 1970 e 1985. Como modelo fotográfico ainda apareceu na capa da Playboy em agosto de 1981.


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados