a-suprema-felicidade 2010A Suprema Felicidade

01/11/2010 — Há tempos sem dirigir, o cineasta Arnaldo Jabour retorna agora com o filme “A Suprema Felicidade”. Sua última incursão na direção — “Eu Sei Que Vou Te Amar” — aconteceu em 1986. Com a produção de agora, ele revisita o Rio de Janeiro das décadas de 1950 e 1960, anos da sua infância e da sua mocidade. Mas nem tudo é autobiográfico nessa trama sobre ritos de passagem, embora a nostalgia daquela fase esteja impregnada em cada cena. A felicidade raras vezes figura na rotina do protagonista Paulo (Jayme Matarazzo), carioca da classe média que se defronta com os desafios e os anseios comuns do crescer: o primeiro amor, o sexo, o bullying e, no seu caso, o casamento infeliz dos pais. O destaque, porém, é o ator Marco Nanini. Ele dá um espetáculo à parte na pele do avô boêmio do protagonista.

ARNALDO JABOR nasceu no dia 12 de dezembro de 1940, na cidade do Rio de Janeiro. Filho de um oficial da aeronáutica, foi técnico de som, crítico de teatro e roteirista. Formado no ambiente do Cinema Novo, participou da segunda fase do movimento, que buscava analisar a realidade nacional, inspirando-se no neorrealismo italiano e na nouvelle vague francesa. Seu primeiro longa metragem foi o inovador documentário “Opinião Pública” (1967), uma espécie de mosaico sobre como o brasileiro olha a sua própria realidade. Na carreira, ganhou quatro prêmios: Urso de Prata do Festival de Berlim em 1973 e Kikito de Ouro do Festival de Gramado em 1973, Prêmio Especial do Júri do Festival de Gramado (1975) e Candango do Festival de Brasília (1978). A carreira transcorreu normal até 1986, quando resolveu sair de cena para investir na carreira de jornalista e cronista de tevê. A partir de 1993 também se tornou escritor. Voltou à direção em 2010.

arnaldo-jabor 20170106Filmografia
1967 — Opinião Pública
1970 — Pindorama
1973 — Toda Nudez Será Castigada
1975 — O Casamento
1978 — Tudo Bem
1980 — Eu Te Amo
1986 — Eu Sei Que Vou Te Amar
2010 — A Suprema Felicidade


 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados