20160713 atletico-nacionalAtlético Nacional 2 x 1 São Paulo

13/07/2016 — É certo que o árbitro chileno Patricio Polic prejudicou a equipe ao não marcar um pênalti claro sobre o meia-defensivo Hudson Santos. Mas nada justifica a expulsão de dois jogadores — Diego Lugano e Wesley Beltrame — por excesso de reclamações. Isso pôs no chão as possibilidades de busca de um melhor resultado. O tricolor começou o jogo com muito volume. Fez o seu gol logo aos oito minutos do primeiro tempo. Mais importante: jogava melhor que o adversário. Mas o empate, acontecido aos 15 minutos, desarticulou o sistema defensivo. No segundo tempo, as coisas degringolaram por causa das expulsões. O gol da virada colombiana aconteceu aos 32 minutos.

São Paulo Futebol Clube
GOLEIRO
: Dênis Matos. LATERAIS: Bruno Nascimento e Eugênio Mena (Carlinhos Souza). ZAGUEIROS: Diego Lugano Moreno e Rodrigo Caio Russo. VOLANTES: Hudson Santos (Alan Kardec Pereira) e Thiago Mendes Ribeiro. MEIAS: Wesley Beltrame e Michel Bastos. ATACANTES: Adrián Centurión (Luiz Araújo Guimarães) e Jonathan Callery. TÉCNICO: Edgardo “Paton” Bauza.

Atlético Nacional De Medellin
GOLEIRO
: Franco Armani. LATERAIS: Daniel Bocanegra (Felipe Aguilar) e Farid Díaz. ZAGUEIROS: Davinson Sánchez e Alexis Henriquez. VOLANTES: Alexander Mejía e Sebastián Pérez (Alejandro Guerra). MEIAS: Orlando Berrío e Macnelly Torres. ATACANTES: Marlos Moreno e Miguel Borja. TÉCNICO: Reinaldo Rueda.

20160206 agua-santa1Resumo da Campanha
O São Paulo começou a sua jornada na Taça Libertadores da América na fase prévia, na qual enfrentou o Clube Desportivo Universidade César Vallejo. Ao passar pelo clube peruano, qualificou-se para a fase de grupos. Ao todo, foram 14 jogos. Num potencial de 42 pontos, o tricolor conseguiu 19, fazendo apenas 45,2% de aproveitamento. Os atacantes marcaram 21 gols, enquanto a defesa sofreu 15, ficando com o saldo positivo de seis. O artilheiro foi o atacante Jonathan Calleri, com nove gols. Disciplinarmente, foi um dos piores do certame, com oito cartões vermelhos e 31 cartões amarelos. O jogador mais indisciplinado foi o Calleri, com um vermelho e cinco amarelos. Para as sete partidas feitas em casa, foram vendidos 281.420 ingressos, o que gerou uma arrecadação de R$ 21,2 milhões.

Jogos/Resultados
03/02/2016 — 1 x 1 César Vallejo (fora)
10/02/2016 — 1 x 0 César Vallejo (casa)
07/02/2016 — 0 x 1 The Strongest (casa)
10/03/2016 — 1 x 1 River Plate (fora)
16/03/2016 — 1 x 1 Trujillanos (fora)
05/04/2016 — 6 x 0 Trujillanos (casa)
13/04/2016 — 2 x 1 River Plate (casa)
21/04/2016 — 1 x 1 The Strongest (fora)
28/04/2016 — 4 x 0 Toluca (casa)
04/05/2016 — 1 x 3 Toluca (fora)
11/05/2016 — 1 x 0 Atlético Mineiro (casa)
18/05/2016 — 1 x 2 Atlético Mineiro (fora)
06/07/2016 — 0 x 2 Atlético Nacional (casa)
13/07/2016 — 1 x 2 Atlético Nacional (fora)

20160615 vitoriaArtilheiros
09 GOLS
: Jonathan Calleri.
03 GOLS
: Michel Bastos.
02 GOLS
: PH Ganso — Ádrian Centurión.
01 GOL
: João Schmidt — Kelvin Oliveira — Maicon Roque — Rogério Melo — Thiago Mendes.

Cartões Vermelhos
01 EXPULSÃO
: Ádrian Centurión — Dênis Matos — Diego Lugano — João Schmidt — Jonathan Calleri — Maicon Roque — PG Ganso — Wesley Beltrame.

Cartões Amarelos
05 ADVERTÊNCIAS
: Jonathan Calleri.
03 ADVERTÊNCIAS
: Bruno Nascimento — Hudson Santos — Maicon Roque.

02 ADVERTÊNCIAS
: Carlinhos Souza — Kelvin Oliveira — Rodrigo Caio — Thiago Mendes.

01 ADVERTÊNCIA: Adrián Centurión — Alan Kardec — Diego Lugano — Eugênio Mena — João Schmidt — Mateus Caramelo — PH Ganso — Wesley Beltrame.



 

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados