Indústria

23/10/2019 — A indústria da transformação, na área do emprego com carteira assinada, cresceu 2,31% entre janeiro e setembro de 2019, na comparação com o mesmo período do ano passado. Nos primeiros nove meses deste ano, o setor apresenta um saldo de 135.763 novas vagas com carteira assinada, enquanto que no nonamestre do ano passado foram 132.693 novos postos de trabalho. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Governo Federal. O saldo positivo é decorrente das 2.019.216 admissões no confronto com as 1.944.525 milhão demissões registradas pelo CAGED no período. O sub-setor industrial campeão do emprego em 2019 é a indústria de alimentos e bebidas, com 47.682 de saldo. A indústria de calçados criou 9.559 novas vagas. Dentre os doze sub-setores pesquisados, apenas o do “papel, papelão, editorial e gráfica” está no vermelho: 2.932 vagas.

Serviços
21/10/10/2019 — O setor de serviços foi, em setembro de 2019, o campeão na criação de emprego com carteira assinada. Segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o setor contratou 64.533 novos trabalhadores, saldo resultante das 572.822 admissões no confronto com as 508.289 demissões registradas no CAGED no mês nove. O saldo representa 41% do total de empregos criados no país no mês de referência: 157.213 novas vagas. Nos sub-setores dos serviços, o destaque ficou com o relativo ao comércio e administração de imóveis, com saldo positivo de 29.773 vagas. Do lado negativo ficou o sub-setor das instituições financeiras, com o fechamento de 631 vagas. Os outros quatro sub-setores registrados terminaram setembro com saldo positivo.

Geral
18/10/2019 — O Brasil abriu 157.213 vagas de emprego com carteira assinada em setembro, informou a Secretaria Nacional do Trabalho.O resultado é o saldo resultante das contratações e demissões registradas no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. No mês passado, foram 1.341.716 contratações e 1.261.020 demissões. Este é o sexto mês consecutivo de saldo positivo. De acordo com os dados do CAGED, foram criados 696.853 empregos nos nove primeiros meses do ano, aumento de 8,92% em relação ao ano passado (639.143). O estoque total de empregos com carteira assinada é de 39,2 milhões de empregos, aumento de 1,98% na comparação com o mesmo período de 2018. O Brasil conta com 8,214 milhões de empresas formalizadas. Elas empregam 38,4 milhões de trabalhadores. Em setembro, o resultado foi puxado pelo setor de serviços, com a criação de 64.533 vagas.

387.487 SERVIÇOS
135.763 INDÚSTRIA
107.611 CONSTRUÇÃO CIVIL
075.455 AGROPECUÁRIA E PESCA
016.580 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
006.272 EXTRATIVISMO MINERAL
003.061 SERVIÇOS DE UTILIDADE PÚBLICA
0-35.381 COMÉRCIO


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados