democrata1Calçados

11/06/2019 — Os Estados Unidos seguem puxando as exportações brasileiras de calçados. No mês de maio, conforme dados publicados pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados, os americanos importaram 782 mil pares, pelos quais pagaram US$ 14,7 milhões. Os resultados são superiores tanto em volume (63,7%) como em receita (80%) na relação com igual período do ano passado. Com isso, no acumulado dos cinco meses do ano, os ianques já somaram 5,6 milhões de pares comprados., pelos quais despenderam US$ 84,76 milhões, incremento de 31,2% em pares e de 43,4% em receita no comparativo com período correspondente do ano passado.

A Abicalçados destaca, em nota oficial, que a guerra comercial, instalada com a China, tem feito com que os americanos, que representam o maior mercado consumidor de calçados do planeta, substituam seus fornecedores, buscando importações em outros países. Os Estados Unidos importam mais de 2,3 bilhões de pares por ano, mais de 70% deles, até há pouco tempo, da China. Nos últimos cinco meses, continua o relatório, as vendas de calçados chineses para o Tio Sam caíram mais de 60%. Em números gerais, as exportações do produto chegam aos 52 milhões de pares, pelos quais foram pagos US$ 415,24 milhões, incrementos de 11% em volume e de 3,7% em receita no comparativo com igual período do ano passado.

O segundo mercado dos calçados brasileiros nos primeiros cinco meses de 2019 é a Argentina, embora tenha se registrado queda nos embarques em maio. Os argentinos, neste ano, já compararam quatro milhões de pares por US$ 38,66 milhões, quedas de 28,3% em pares e de 40,4% em receita. A queda nas compras é decorrente da crise interna pela qual passa o país vizinho. O terceiro destino do calçado brasileiro no exterior é a Bolívia, para onde foram embarcados este ano 3,69 milhões de pares por US$ 21,95 milhões, queda de 0,1% em pares e incremento de 8,1% em receita. Entre os estados, o maior exportador brasileiro em 2019 foi o Rio Grande do Sul de onde partiram 12,17 milhões de pares por US$ 181,23 milhões. O segundo lugar pertence ao Ceará, com 19,53 milhões de pares por US$ 115,8 milhões. No terceiro posto aparece São Paulo, com 3,3 milhões de pares por US$ 44,18 milhões.


 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados