Calçados

09/04/2019 — Dados elaborados pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados apontam que a exportação de calçados, em março de 2019, caíram 7,7% em pares e 9,4% em receita no comparativo com igual período do ano passado. No mês três, foram embarcados nove milhões de pares, com faturamento de US$ 83,9 milhões. Mesmo com o revés, o setor registrou desempenho positivo no trimestre, quando foram exportados trinta e cinco milhões de pares por US$ 267,1 milhões, altas de 14,9% em volume e de 6,4% em receita no comparativo com mesmo intervalo de 2018. O resultado negativo de março foi impactado pela queda nas vendas para a Argentina. foram 50% menos em valores e 34,9% menos em volume, no comparativo com março de 2018. O principal destino dos calçados brasileiros são os Estados Unidos: 3,97 milhões de pares por US$ 54,3 milhões no trimestre.

fabrica tenis1Emprego Formal
09/04/2019 — O Brasil começou 2019 com 14.072 indústrias de calçados formalizadas junto à Secretaria Nacional do Trabalho. Em 1.º de janeiro, essas empresas empregavam 275.188 trabalhadores com carteira assinada. No primeiro bimestre houve crescimento de 4,61% nessa força de trabalho, com a abertura de 12.689 vagas, segundo os registros do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. O CAGED aponta que esse saldo positivo é decorrente das 27.742 admissões no confronto com 15.073 demissões ocorridas nos dois primeiros meses do ano. O Estado de São Paulo contribuiu com 3.567 novos postos de trabalho, representando 28,1% do total do país. A cidade de Franca registrou 2.782 novas vagas no bimestre, representando 78,0% do total do estado e 21,9% do país.

Fevereiro
O segundo mês do ano manteve o crescimento nas exportações de calçados. Conforme levantamento elaborado pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados, foram embarcados onze milhões de pares para o exterior, alta de 17,4% em relação ao mesmo mês de 2018. Esse movimento gerou US$ 84,4 milhões, alta de 8,80% na mesma base de comparação. No acumulado do ano, são vinte e seis milhões de pares exportados, com receita de US$ 183,7 milhões. A Abicalçados aponta que, na comparação anual, houve aumento de 26,0% tanto no volume exportado quanto no faturamento em dólares. O crescimento foi puxado principalmente pelo incremento das vendas para os Estados Unidos. Os americanos compraram três milhões de pares por US$ 37,7 milhões. No ranking dos maiores exportadores, a liderança é do Rio Grande do Sul, seguido do Ceará e da Paraíba. São Paulo caiu para o quarto lugar.

Janeiro
14/02/2018 — A exportação de calçados subiu 33,4% em volume e 23% em receita no mês de janeiro frente ao mesmo período de 2018, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados. Foram quinze milhões de pares embarcados e US$ 99,3 milhões de faturamento. As exportações do Estado do Ceará foram responsáveis por uma parte significativa do montante. De lá, 7,3 milhões de pares foram exportados por US$ 38 milhões. O segundo e o terceiro lugar na pauta dos calçados pertencem ao Rio Grande do Sul e a São Paulo, de acordo com a Abicalçados. Os maiores compradores dos calçados brasileiros são os Estados Unidos. O volume embarcado chegou a 1,67 milhão de pares, 80% de alta quando comparado com janeiro de 2018. A receita cresceu 52%, fechando em US$ 18,47 milhões.


 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados