Juros    Março    2018

selic fev18 info

22/03/2018 — O Comitê de Política Monetária do Banco Central anunciou a redução da taxa básica de juros da economia brasileira de 6,75% para 6,5% ao ano. Foi o décimo segundo corte consecutivo do Sistema Especial de Liquidação e Custódia, mas conhecido como Taxa Selic. A taxa de agora é a menor desde a adoção do regime de metas para a inflação, em 1999, e também de toda a série histórica, iniciada em 1986. A decisão confirma a previsão da maior parte dos economistas do mercado. Em comunicado, o Copom sinalizou que pode fazer uma nova redução moderada da taxa básica de juros na próxima reunião, marcada para o dia 16 de maio. Embora a redução da Taxa Selic tenha forte impacto negativo no rendimento da caderneta de poupança, essa é uma política governamental para manter o controle da inflação.

Projeção 2018
27/03/2018 — Apesar da clara indicação do Banco Central de que o juro básico da economia pode cair novamente na reunião de maio do Comitê de Política Monetária, a pesquisa Focus realizada semanalmente com analistas do mercado financeiro não trouxe mudança na expectativa para o patamar do juro no fim do ano, que continuou em 6,50%. Nem mesmo a previsão média para 2018 foi alterada e permaneceu em 6,53% ao ano, frente aos 6,75% de quatro pesquisas antes. A única mudança ocorreu no grupo dos analistas consultados que mais acertam as projeções de médio prazo, o chamado Top 5. Para o grupo, a previsão para a taxa básica no fim do ano caiu de 6,50% para 6,25%. Entre todos os analistas consultados, a previsão para o fim de 2019 seguiu em 8% pela décima semana seguida. Já a expectativa de juro médio para o próximo ano entre todos os consultados caiu de 7,68% para 7,50%, frente aos 7,83% de quatro semanas atrás.

Selic
O Sistema Especial de Liquidação e de Custódia foi criado em 14 de novembro 1979. Destina-se ao registro, custódia e liquidação de títulos públicos emitidos pelo Tesouro Nacional. Somente as instituições financeiras credenciadas pelo Banco Central do Brasil têm acesso ao Selic, o qual opera em tempo real, permitindo que os negócios tenham liquidação imediata. Os operadores das instituições envolvidas numa transação com esses títulos, após acertarem os negócios, transferem estas operações, via terminal, ao Selic. O sistema imediatamente transfere o registro do título para o comprador e faz o crédito na conta do vendedor do título. Ambas as partes têm certeza da validade da operação efetuada. Os títulos são escriturais e administrados pelo Portal de Dados Abertos do Banco Central. A taxa básica de juros é fixada periodicamente, com base nessa movimentação, pelo Comitê de Política Monetária, formado por oito diretorias mais a presidência do Banco Central.


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados