Juros
selic logo1

19/03/2020 — Em meio à crise econômica decorrente da pandemia do coronavírus, o Banco Central diminuiu os juros básicos da economia pela sexta vez seguida. Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária reduziu a Taxa Selic para 3,75% ao ano, com corte de 0,50%. A decisão surpreendeu os analistas financeiros. A maior parte dos agentes econômicos esperava a redução dos juros básicos para 4% ao ano nesta reunião e um corte adicional, para 3,75%, antes do fim de 2020. Em comunicado, o Copom justificou que os dados apontavam para uma recuperação gradual da economia, mas que os parâmetros atuais ainda não refletem o agravamento da crise provocada pelo coronavírus. Entre os imprevistos citados, está a desaceleração significativa do crescimento global.

Selic
No Brasil, a Selic é a taxa média ajustada dos financiamentos diários apurados no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia para títulos federais. A taxa é obtida mediante o cálculo da média ponderada e ajustada das operações de financiamento por um dia, lastreadas em títulos públicos federais e cursadas no referido sistema ou em câmaras de compensação e liquidação de ativos, na forma de operações compromissadas. Como a Selic representa além da remuneração das instituições financeiras nas operações com títulos públicos, é também utilizada como um índice pelo qual as taxas de juros se balizam. A taxa é um instrumento de política monetária utilizado pelo Comitê de Política Monetária para controlar os juros no país. Embora seja apurada diariamente, a Selic é usualmente expressa em termos anuais, compondo os valores apurados nos últimos doze meses.


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados