logo1IGP-M

31/07/2020 — O Índice Geral de Preços-Mercado teve alta de 2,23% em julho, contra o avanço de 1,56% observado em junho, informou a Fundação Getulio Vargas. Com esse resultado, o IGP-M acumula alta de 6,71% no ano e de 9,27% em doze meses. Em julho de 2019, o índice havia subido 0,40% e acumulava alta de 6,39% em doze meses. O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de diversos contratos, com destaque para os de aluguel de imóveis. É formado por outros três índices: Índice de Preços ao Produtor Amplo, Índice de Preços ao Consumidor e Índice Nacional da Construção Civil.

Na composição do IGP-M, o IPA representa 60%, o IPC com 30% e o INCC com 10%No IPA, a taxa de bens intermediários subiu de 1,70% em junho para 2,06% em julho. O principal responsável foi o subgrupo “combustíveis e lubrificantes para a produção”, cujo percentual passou de 6,12% para 12,8%. O estágio das “matérias-primas brutas” subiu 6,35% em julho, ante 2,57% em junho. Contribuíram para o avanço os seguintes itens: soja em grão (1,43% para 8,89%), minério de ferro (5,83% para 8,98%) e bovinos (3,26% para 8,94%). O IPC subiu 0,49%, após variar 0,04% em junho. Cinco das oito classes de despesa componentes do índice registraram avanço em suas taxas de variação. A principal contribuição partiu do grupo “transportes” (0,21% para 1,45%). O INCC subiu 0,84%, frente aos 0,32% do mês anterior.

Cálculo do
aluguel em agosto
Valor atual x 1.0927 = novo valor
Exemplo: 1.000 x 1.0927 = 1.092,70

IGP-M
mês a mês

+ 0,48  JANEIRO
- 0,44   FEVEREIRO
+ 1,24  MARÇO
+ 0,80  ABRIL
+ 0,28  MAIO
+ 1,56  JUNHO
+ 2,23  JULHO


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados