IPCA-15

26/07/2020 — O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) apresentou alta de 0,30% em julho, crescimento de 0,28% em relação a junho (0,02%). No ano, o IPCA-15, que mede a inflação oficial nos primeiros quinze dias de cada mês, acumula alta de 0,67%. Nos últimos doze meses, a variação acumulada registra 2,13%, acima dos 1,92% registrados nos doze meses imediatamente anteriores. Em julho de 2019, a taxa registrou 0,09%. Agora, dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, cinco apresentaram alta em julho. O maior impacto (0,22%) e a maior variação positiva (1,11%) vieram do grupo “transportes”.

Esse grupo teve alta após quatro meses de quedas. O segundo maior impacto (0,08%) aconteceu no grupo “habitação”. Ele registrou 0,50% de variação. Também tiveram elevação de preços os grupos “artigos de residência” (0,68%), “saúde e cuidados pessoais” (0,40%) e “comunicação (0,46%). Entre as quedas, os destaques ficaram com os grupos “vestuário” (-0,91%) e “alimentação e bebidas” (-0,13%). Os demais grupos com deflação foram os  relativos às “despesas pessoais” (-0,23%) e a “educação” (-0,07%). Em relação aos alimentos, destaque para a queda no preço do tomate (-22,7%) e da batata (-20,7%). Do lado das altas, o leite longa vida subiu 3,61%, o arroz 2,58% e as carnes 2,20%. Os dados são do IBGE.

IPCA

08/07/2020 — O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo de junho registrou 0,26%, após a queda de 0,38% observada em maio. Desta forma, o indicador acumula alta de 0,10% no ano, enquanto o acumulado em doze meses está em 2,13%, acima dos 1,88% registrados nos doze meses imediatamente anteriores. Em junho de 2019, a taxa marcou 0,01%. Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, sete apresentaram alta em junho. O maior impacto veio do grupo “alimentação e bebidas” (+0,38%). A segunda maior contribuição originou-se do grupo “transportes”, cujo impacto no IPCA carimbou 0,31%. Na alimentação, a alta dos preços influenciou-se por alguns itens básicos: feijão (+4,96%), arroz (+2,74%) e leite longa vida (+2,33%). Nos transportes, destaque para alta do etanol (+5,74%) e da gasolina (+3,24%). Os dados são do IBGE.

Inflação

12 meses  + 2,13%

Acumulado 2020  + 0,10%

Mês a mês

Janeiro  + 0,21%
Fevereiro  + 0,25%
Março  + 0,07%
Abril  - 0,31%
Maio  - 0,38%
Junho + 0,26%


 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados