Calçados

14/05/2020 — A crise provocada pela pandemia do Covid-19 teve papel fundamental na queda das exportações de calçados no quadrimestre. Conforme dados do Governo Federal, em abril foram embarcados para o exterior 4,840 milhões de pares por US$ 30,3 milhões, quedas de 40% em volume e de 60,8% em faturamento na relação com mesmo mês do ano passado. Com o resultado do mês, no quadrimestre, as exportações somaram 36,87 milhões de pares e US$ 271,2 milhões, quedas de 14,4% em volume e de 21% em faturamento sobre o período correspondente de 2019. A explicação para o quadro remete à crise provocada pelo alastramento do novo coronavírus, especialmente nos Estados Unidos, principal cliente do calçadista brasileiro no exterior.

Entre janeiro e abril, os americanos importaram 3,1 milhões de pares por US$ 51,32 milhões, quedas de 35,4% em volume e de 26,7% em faturamento na relação com o mesmo período do ano passado. O segundo comprador internacional do quadrimestre, a Argentina, adquiriu 2,68 milhões de pares, os quais geraram US$ 28 milhões, incremento de 7,4% em volume e queda de 10,6% em faturamento. A França aparece no terceiro posto ao comprar 2,5 milhões de pares, pelos quais pagou US$ 16,16 milhões, quedas de 18,3% e de 13,3%, respectivamente. No quadrimestre, o Rio Grande do Sul continuou na primeira colocação no ranking dos maiores exportadores, com o embarque de 8,48 milhões de pares para o exterior. No segundo lugar aparece o Estado do Ceará e, no terceiro, o Estado de São Paulo.

2020 JANEIRO
Pares  12.555.893
Valor  US$ 91.494.599

2020 FEVEREIRO
Pares  10.591.605
Valor  US$ 75.218.047

2020 MARÇO
Pares  8.880.676
Valor  US$ 74.201.030

2020 ABRIL
Pares  4.840.000
Valor  US$ 30.300.000


 

 

 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados