Calçados

13/12/2020 — As vendas de calçados brasileiros para o exterior em novembro de 2020 cresceram 13,8% na comparação com o mesmo mês do ano passado. No total, foram embarcados 9,55 milhões de pares, segundo os números da Secretaria Nacional do Comércio Exterior. A receita gerada em novembro, porém, apresentou queda de -23,8% ao totalizar US$ 53,4 milhões. O aumento no volume exportado deve-se muito à produção de chinelos (52% a mais), cujos preços médios são menores em relação a outros tipos de calçados. O desempenho geral das exportações confirma as expectativas de recuperação gradual do setor calçadista, fortemente impactado pela pandemia do coronavírus.

No acumulado dos 11 primeiros meses do ano, o registro ainda é de queda. De janeiro a novembro foram embarcados menos 19,4% de pares, somando 84,5 milhões. Já a receita registrou US$ 598,7 milhões, queda de -32,8% em relação ao mesmo período de 2019. Entre janeiro e novembro, o principal destino do calçado brasileiro foram os Estados Unidos. Os americanos compraram 8,5 milhões de pares, o que gerou US$ 126,7 milhões. Mesmo na liderança, os volumes e receita tiveram quedas de -22% em volume e de -30,9% em receitas na relação com o mesmo período do ano passado. O segundo destino foi a Argentina para onde foram enviados sete milhões de pares por US$ 66,32 milhões. A França, no terceiro lugar, comprou 6,46 milhões de pares por US$ 52 milhões.

2020 JANEIRO
Pares  12.555.893
Valor  US$ 91.494.599

2020 FEVEREIRO
Pares  10.591.605
Valor  US$ 75.218.047

2020 MARÇO
Pares  8.880.676
Valor  US$ 74.201.030

2020 ABRIL
Pares  4.840.000
Valor  US$ 30.300.000

2020 MAIO
Pares  2.700.000
Valor  US$ 23.900.000

2020 JUNHO
Pares  3.600.000
Valor  US$ 35.600.000

2020 JULHO
Pares   6.000.000
Valor   US$ 48.780.000

2020 AGOSTO
Pares   7.270.000
Valor   57.900.000

2020 SETEMBRO
Pares   8.100.000
Valor   61.500.000

2020 OUTUBRO
Pares   10.430.000
Valor   55.400.000

2020 NOVEMBRO
Pares   9.550.000
Valor   53.400.000


 

 

 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados