Calçados                                        Livros
2018 09setembro

12/10/2018 — Em agosto de 2018, o comércio varejista nacional cresceu 1,3% frente a julho, na série com ajuste sazonal, compensando, assim, grande parte da queda de 1,5% acumulada nos últimos três meses. Nessa comparação, a receita cresceu 1,5%. Com isso, a média móvel trimestral (0,3%) reverteu o sinal negativo observado em julho (-0,5%). Na série sem ajuste sazonal, no confronto com agosto de 2017, o crescimento foi de 4,1%, após recuar 1,0% em julho. O acumulado no ano registra 2,6%, com aumento de ritmo em relação ao acumulado de julho (2,3%). O acumulado nos últimos doze meses passou de 3,2% em julho para 3,3% em agosto, praticamente mantendo o ritmo de vendas.

O crescimento no volume de vendas, na passagem de julho para agosto de 2018, na série com ajuste sazonal, mostra resultados positivos em sete das oito atividades pesquisadas: “tecidos, vestuário e calçados” (5,6%), “combustíveis e lubrificantes” (3,0%), “outros artigos de uso pessoal e doméstico” (2,5%), “móveis e eletrodomésticos” (2,0%), “artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos” (0,9%), “hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo” (0,7%) e “equipamentos e material para escritório, informática e comunicação” (0,6%). A única atividade com taxa negativa em agosto foi para o grupo dos “livros, jornais, revistas e papelaria(-2,5%), que mostra comportamento predominantemente negativo desde maio, acumulando perda de 9,7% nesse período.

20180929 supermercadosSupermercados
29/09/2018 — As vendas nos supermercados brasileiros acumularam alta de 1,99% de janeiro a agosto, na comparação com o mesmo período do ano anterior. A informação é da Associação Brasileira de Supermercados. Somente em agosto, os supermercados apresentaram alta de 1,35% nas vendas, na comparação com julho, e alta de 3,64% em relação ao mesmo mês de 2017. Nos sete primeiros meses do ano, o crescimento nas vendas foi de 1,91%. Os preços da cesta de produtos pesquisadas pelo setor tiveram queda de 1,26%, ao passarem de R$ 464,36 para R$ 458,53. Os produtos com as maiores quedas em agosto foram a cebola, a batata, o macarrão espaguete e o tomate. As maiores altas foram registradas nos itens xampu, farinha de trigo, extrato de tomate e desinfetante.


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados