Emprego Formal
construcao civil1

24/08/2019 — O saldo de postos de trabalho formais criados no país em julho foi positivo em 43.820 vagas, segundo dados divulgados no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. Esse foi o quarto resultado mensal consecutivo no azul. Em comparação com junho, houve crescimento de 0,11%. Comparativamente ao mesmo período de 2018, o desempenho é 7,4% menor. No total, foram 1.331.189 postos abertos e 1.287.369 de vagas fechadas no mês. Também houve crescimento no acumulado dos sete primeiros meses deste ano. De janeiro a julho foram abertas 461.411 vagas com carteira assinada. É o melhor resultado desde 2014. Em 2018, no mesmo período, as novas vagas tinham somado 448.263. Em julho, todos os setores fecharam positivamente, com exceção do setor da Administração Pública, que fechou 315 vagas. Clique AQUI para ver os setores.

Construção Civil
Na totalização dos dados referentes ao emprego com carteira assinada, a Construção Civil foi o destaque de julho, segundo os registros do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados da Secretaria Especial do Trabalho. O setor criou, no mês sete, 18.721 novas vagas, saldo decorrente do encontro das 131.726 admissões com as 113.005 demissões registradas no Caged. Na comparação com julho de 2018, o saldo de julho de 2019 é 86,% maior, de vez que no ano passado marcou 10.063 novas vagas. No acumulado do ano, a Construção Civil abriu 71.974 novos postos de trabalho em todo o país, crescimento de 57,1% na comparação com os primeiros sete meses do ano passado, saldo de 45.812 vagas. Para o desempenho de 2019, São Paulo contribuiu com a criação de 13.540 novas vagas (18,8%). Franca criou 72 novos postos este ano, segundo o Caged.


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados