Exportações
ferro1

06/09/2020 — Em agosto, a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 6,6 bilhões. Isso significa dizer que, no período, o país exportou mais do que importou. As exportações, no mês passado, somaram US$ 17,7 bilhões  e as importações, US$ 11,1 bilhões. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior do Governo Federal. O saldo de agosto é o melhor para meses de agosto da série histórica. O maior anterior havia sido em agosto de 2017, de US$ 5,6 bilhões. Mesmo com o superávit, o valor das exportações em agosto teve queda de 5,5% e as importações registraram um recuo de 25,1% na comparação com o mesmo período.

De janeiro a agosto, a balança comercial registrou superávit de US$ 36,6 bilhões, 14,4% maior do que o saldo de 2019, de US$ 32,2 bilhões. Nos  primeiros oito meses de 2020, o Brasil exportou US$ 138,6 bilhões e importou US$ 102 bilhões. Em agosto, comparando com igual mês do ano anterior, o setor que mais se destacou nas exportações, pela média diária, foi a agropecuária. O setor registrou crescimento de 14,6%, equivalentes a US$ 24,13 milhões. Em termos de produtos, individualmente, o maior volume exportado em agosto aconteceu com o minério de ferro, com US$ 2,367 bilhões, queda de 6,12% em relação a agosto de 2019 (US$ 2,209 bilhões). Os calçados venderam US$ 68,3 milhões, queda de 24% em relação a agosto do ano passado (US$ 90,1 milhões).


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados