Exportações
ferro1

06/10/2019 — A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 2,246 bilhões em setembro, de acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério da Economia. O valor é 55,7% menor do que o registrado em setembro do ano passado e é o menor registrado para meses de setembro desde 2014. No mês passado, as exportações somaram US$ 18,7 bilhões, queda de 11,6% ante setembro de 2018. Já as importações chegaram a US$ 16,5 bilhões, alta de 5,7% na mesma comparação. De janeiro a setembro, o superávit comercial soma US$ 33,8 bilhões, saldo 19% menor do que o registrado no mesmo período do ano passado. No mês, houve queda nas vendas de produtos semimanufaturados (-32,1%) e básicos (-14,5%), enquanto os manufaturados subiram (4,40%).

Entre os semimanufaturados, houve queda principalmente nas exportações de ferro e aço (-59,3%), madeira serrada ou fendida (-44,9%) e açúcar em bruto (-36,8%). Entre produtos básicos, caíram as vendas do petróleo em bruto (-37,7%), café em grãos (-25,7%) e farelo de soja (-20,5%). Também caíram as vendas externas da carne bovina. De acordo com o relatório, o faturamento nesse segmento em setembro de 2019 foi de US$ 609,4 milhões, representando 12,8% menos do que o registrado em setembro de 2018. No segmento de carne de frango, as receitas atingiram US$ 538,4 milhões, retração de 6,9%. Por outro lado, as exportações de carne suína cresceram 31,6%, auferindo receitas de US$ 124,4 milhões. Pelo lado da soja, o principal produto de exportação do agronegócio, os embarques caíram 1,10% em volume e 11,8% em receita (US$ 1,598 bilhão).

Ranking 2019

01 US$ 1,845 bilhão  Ferro
0US$ 1,790 bilhãosPetróleo
02 US$ 1,598 bilhãosSoja Triturada
04 US$ 1,499 bilhãosPlataformas de petróleo
0US$ 1,095 bilhãosMilho em grãos
05 US$ 0,545,8 milhões  Carne bovina congelada


 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados