Imprimir
Categoria: Empresas Automobilísticas
Acessos: 1130

Compass

08/06/2020 — A Jeep divulgou novas imagens do Compass 2021. O SUV médio da empresa ganhou as primeiras mudanças importantes desde que foi lançado em 2016. Agora, há mais informações sobre algumas novidades que o modelo deve oferecer no Brasil a partir do ano que vem, com produção na fábrica de Goiana (PE). O modelo já havia sido revelado no meio de maio, mas com poucas informações. A principal alteração é a chegada do motor 1.3 Firefly turbo. Ele é oferecido em duas opções de potência no Compass europeu: 130 ou 150 cavalos, como torque é de 27,5 mkgf. No Brasil, atualmente, ele é oferecido com o 2.0 aspirado de até 166 cavalos e 20,5 mkgf.

No mercado, o Compass, em maio, registrou 1.255 emplacamentos. No ano, segundo os dados da Federação Nacional dos Distribuidores de Veículos Automotores, as vendas estão em 14.403 unidades. Há três versões do modelo no mercado. O “mais simples”, o Sport Auto 2.0, custa R$ 121.990,00. O intermediário, o Longitude Auto 2.0, custa R$ 134.990,00. O mais sofisticado, o Limited Auto 2.0, custa R$ 153.990,00. Em relação ao ano passado, quando as vendas até maio registraram 22.954 unidades, houve uma queda de 37,2%. Em todo o ano de 2019, as vendas do modelo registraram 60.361 unidades, com faturamento estimado de R$ 8,265 bilhões. O carro mais vendido da Jeep é o modelo Renegade. Até maio deste ano, são 16.618 unidades vendidas, nono lugar no ranking da Fenabrave.

Compass21

Jeep
JEEP — Divisão da Chrysler Automobiles, fundada em 1941, na cidade de Toledo, Ohio, Estados Unidos. O termo “jipe” virou sinônimo de carros feitos para “andar na estrada de terra”. O nome da marca foi extraído do personagem Eugene the Jeep, criado pelo cartunista Elzie Crisler Segar. Em 1998, após uma série de acordos, que envolveram o governo federal americano e o sindicato da área automobilística, aprovou-se a fusão da Fiat Internacional com o grupo Chrysler, formando o atual Chrysler LLC Group, controlado pelo grupo Fiat. Ao Brasil, a marca chegou no fim da década de 1950, quando foi produzido o “Candango”, em homenagem aos trabalhadores que construíram Brasília. Até 1980, o veículo foi produzido, inicialmente, pela Willys Overland e, depois, pela Ford. Em 2019, o modelo “Renegade” foi um dos mais vendidos da empresa no mercado brasileiro.