Imprimir
Categoria: Empresas Automobilísticas
Acessos: 1277

Resende

23/06/2020 — A montadora japonesa Nissan demitiu 398 empregados da sua fábrica na cidade de Resende, na porção fluminense no Vale do Paraíba, em meio à crise provocada pela pandemia de Covid-19. A decisão aconteceu após a empresa decidir suspender um turno da produção. De acordo com os dados oficiais, a Nissan tinha no ano passado 3,19% do mercado no Brasil. O carro mais vendido da montadora em 2019 foi o modelo Kicks, com 21.124 unidades até maio. Este ano, no mesmo período, as vendas do modelo despencaram para 13.926 unidades, queda de 34,1% nos negócios. O grupo ainda tem os carros Versa e o March, com 5.817 e 1.732 unidades vendidas em 2020, respectivamente, além da picape Frontier (2.867 unidades). A fábrica de Resende foi inaugurada no dia 15 de abril de 2014.

Nissan

NISSAN MOTOR COMPANY foi fundada no dia 26 de dezembro de 1933 por um grupo de empreendedores japoneses liderado pelo Masujiro Hashimoto. A sede da empresa fica na cidade de Yokohama, Japão. O engenheiro Hashimoto começou a trabalhar na área automobilística em 1911. Em 1914, construiu o seu primeiro carro. Ficou na labuta praticamente sozinho até 1933. Neste ano, a ele se juntaram outros cinco empreendedores. Com novos investimentos — e com o nome de Nissan —, a empresa deu um salto gigantesco. Alcançou em pouco tempo o posto de terceira maior companhia automobilística do Japão, atrás apenas da Toyota e da Honda. Em 1951, a Nissan começou a operar no Brasil. A primeira fábrica no país foi inaugurada em 2001, na cidade de São José dos Pinhais, no Paraná. No mundo, a empresa tem mais de 160 mil empregados.

resende fachada1