torneira jorrando1Tarifa De Água

10/10/2017 — A Companhia de Saneamento Básico de São Paulo recebeu autorização da Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulopara reajuste tarifário de 7,9%. De acordo com o publicado no Diário Oficial do Estado,  as novas tarifas passarão a vigorar no dia 10 de novembro. O fato relevante foi informado à Bolsa de Valores de São Paulo. O relatório da companhia aponta que o percentual de aumento é necessário para repor as perdas inflacionárias e para possibilitar novos investimentos. A Sabesp opera os sistemas de água e esgoto em 366 municípios (56,7% do total), incluindo São Paulo, a capital. Na região, além da Franca, está presente em Itirapuã, Jeriquara, Pedregulho, Restinga, Ribeirão Corrente, e Rifaina.

Resultado Financeiro
15/08/2017 — A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo registrou lucro líquido de R$ 331,8 milhões no segundo trimestre do ano, queda de 58,4% frente ao mesmo período de 2016. Já o lucro, descontados os juros, os impostos, a depreciação e a amortizaçãode dívidas (Ebitda), ajustado entre abril e junho ficou em R$ 1,1 bilhão, queda de 4,6% na comparação anual. A margem Ebitda ajustada ficou em 30,5%, ante 32,5% há um ano. O resultado operacional ajustado, por sua vez, ficou em R$ 747,41 milhões no segundo trimestre, recuo de 9,2% ante o verificado no mesmo intervalo de 2016. A receita operacional líquida da Sabesp entre abril e junho ficou em R$ 3,494 bilhões, alta de 1,6% na comparação anual. O resultado financeiro ficou negativo em R$ 281,2 milhões, ante o valor positivo de R$ 372,7 milhões contabilizado no segundo trimestre do ano passado

Primeiro Trimestre
13/05/2017 — A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) teve lucro líquido de R$ 674,4 milhões no primeiro trimestre deste ano, crescimento de 7,3% na comparação com o mesmo período de 2016. A receita operacional líquida totalizou R$ 3,6 bilhões no trimestre janeiro-março, o que representou crescimento de 17,5% ante a receita líquida de R$ 3,0 bilhões apurada no mesmo período do ano passado. A companhia elevou em 5,5% seus custos, despesas administrativas, comerciais e de construção na mesma base de comparação, ubindo de R$ 2,4 bilhões para R$ 2,5 bilhões. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado foi de R$ 1,4 bilhão no período mencionado, tendo ficado 49,1% acima do registrado em 2016.


Empresas Brasileiras

UP TOGGLE DOWN


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados