Recall Corolla
recall2018

04/03/2018 — A Toyota anunciou dois recalls (chamadas para conserto) do automóvel Corolla. A primeira chamada é para os airbags. A segunda tem em vista corrigir uma falha no controle eletrônico do Câmbio CVT. Os proprietários deverão agendar o conserto gratuito numa concessionária da marca. A de Franca está situada na Avenida Champagnat, Vila Industrial. Em relação aos airbags, este é o sétimo chamado.  Desde 2013, a companhia tenta dar uma solução para o caso, mas sem sucesso. Desta vez, a empresa está prometendo substituir o airbag do passageiro relativo a 53.635 unidades produzidas em 2013. Quanto ao câmbio,  foi detectada uma programação incorreta na unidade que controla a transmissão de 65.963 modelos GLi 1.8., fabricados entre 2013 e 2017. No total, 119.598 unidades estão afetadas pelos defeitos.

corolla16aToyota Corolla
O Corolla é um modelo compacto oferecido em versões sedan, hatchback e perua. Também é o modelo mais vendido da história, com produção nos cinco continentes e vendas totais superiores a 39 milhões de unidades desde seu lançamento em 1966. O nome provém do latim, significante de “Coroa de Flores”, que, por sua vez, significam felicidade e triunfo. Ao adotar este nome a empresa manteve uma tradição da época em que muitos dos nomes dos seus carros começavam por “C”  — Crown, Corona, Carina, Century, Celica, Camry, etc.

No Brasil, inicialmente, o modelo começou a ser importado em 1993 na versão LE, com um motor 1,8L 16v e 117 cavalos e força. O Corolla é montado na fábrica de São Bernardo do Campo, instalada em 1962. O modelo fechou o ano de 2017 na sétima posição do ranking dos mais vendidos no país, com 66.188 unidades. No primeiro trimestre de 2018 mantém a posição, com 13.749 emplacamentos. Os números são da federação nacional das concessionárias, a Fenabrave. Além das vendas para o mercado interno, o compacto é distribuído também para países da América do Sul. Os preços para os modelos 2018 giram em torno de R$ 69,7 mil a R$ 114,9 mil, segundo a tabela publicada pela companhia em seu portal na internet.

toyota logo in1Toyota Motors
TOYOTA MOTOR CORPORATION foi fundada no dia 28 de agosto de 1937, na cidade homônima, Província de Aichi, Ilha de Honshu, Japão, pelo engenheiro Kiichiro Toyoda. Logo depois, a companhia se tornou um símbolo da terceira revolução industrial japonesa. A primeira fábrica da companhia no Brasil foi inaugurada em 1958. No acumulado de 2017, a empresa japonesa aparece, até agosto, no sexto lugar em participação de mercado, com 101,1 mil unidades vendidas no país. O carro-chefe desse desempenho é o automóvel Corolla. A companhia tem, em suas unidades em todo o mundo, quase 350 mil trabalhadores. O faturamento anual, em 2015, atingiu quase trinta trilhões de ienes (R$ 852 bilhões).

Sorocaba + Porto Feliz
25/09/2017 — A montadora japonesa Toyota anunciou que vai intestir R$ 1 bilhão na planta da empresa instalada na cidade de Sorocaba, cidade situada no centro-leste do Estado de São Paulo. O anúncio foi feito numa cerimônia realizada na cidade de Porto Feliz, pertencente à microrregião, que receberá investimentos de R$ 600 milhões, para a ampliação de uma fábrica de motores. Na planta de Sorocaba, a montadora vai construir os modelos Ethios e Yaris. Com os investimentos, a fábrica aumentará a capacidade de produção de 108 mil para 174 mil unidades por ano. Serão gerados com a iniciativa 500 novos empregos diretos e indiretos.

Toyota Vs. Volkswagen
30/01/2017 — A Toyota Motors perdeu para a Volkswagen uma liderança de quatro anos nas vendas globais de veículos. A montadora japonesa afirmou que suas vendas globais, que incluem as marcas Toyota, Lexus, Daihatsu e Hino Motors, subiram 0,2% em 2016, chegando a 10,2 milhões de veículos. O volume ficou abaixo dos 10,3 milhões divulgados pela Volkswagen, que conseguiu um recorde de vendas globais apesar do escândalo de fraude em testes de emissão de poluentes. As vendas globais do grupo japonês foram apoiadas pelo aumento de 5,5% nas vendas de veículos da marca no Japão. As vendas fora do mercado doméstico recuaram 0,6%, com redução de demanda na América do Norte, no Oriente Médio e na África.


 

 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados