roteador1Roteadores Potentes

16/06/2017 — A Nokia lançou os chips de rede mais rápidos do mundo, entrando no mercado de roteadores dominado pela Juniper e pela Cisco. Os novos roteadores de tráfego podem lidar com as maiores demandas de programação de realidade virtual, serviços de internet baseados em nuvem e com a próxima geração de comunicações móveis, disse a empresa finlandesa em comunicado. Os novos produtos, que surgiram da aquisição da Alcatel por 15,6 bilhões de euros, em 2016, deverão ajudar a companhia a conquistar negócios de empresas como o Facebook, o Google, a Apple e a Amazon. Os roteadores são compatíveis com produtos mais antigos e também atenderão os atuais clientes da Nokia que querem velocidade, mas que ainda devem lidar com equipamentos antigos para executar serviços existentes.

nokia-3310A Volta De Um Fortão
26/02/2017 — O “indestrutívelNokia 3310, celular que ficou famoso pela resistência a impacto e longa duração de sua bateria, voltou ao mercado para alegria dos saudosistas. A nova versão foi revelada no Mobile World Congress, em Barcelona. A nova versão do aparelho tem câmera de dois megapixels e, para compensar a falta de internet 3G, traz uma moderna versão do famoso jogo “Snake” (conhecido popularmente como “jogo da cobrinha”), segundo reportagem da rede BBC. Os aparelhos serão produzidos pela empresa HMD Global Oy, que detém os direitos de uso da marca desde que comprou parte da divisão de celulares da Microsoft, no ano passado.

Segundo o jornal britânico The Guardian, o celular vai custar 50 euros (equivalente a R$ 165,00) e deve chegar às lojas no segundo trimestre de 2017. O aparelho, que começou a ser comercializado no início dos anos 2000, teve vendas de mais 125 milhões de unidades até ser aposentado em 2005. O 3310 é considerado um telefone convencional e não um smartphone. Além da possibilidade de fazer ligações, as demais funções são básicas em qualquer celular atual. As mengagens via SMS, agenda, despertador e jogos, que eram consideradas “modernas” na época em que foi lançado, continuam no modelo atual. A Nokia abandonou a produção de dispositivos móveis em 2014, quando vendeu o negócio para a Microsoft por 5,44 bilhões, com o objetivo de focar em equipamentos de rede.


 

 



© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados