banner-topo

Affonso Romano de Sant´Anna e a poesia na tv

affonso-r-santanna in1Affonso Romano de Sant´Anna
linha-gif

Nasceu no dia 27 de março de 1937 na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais.

Nas décadas de 1950 e 1960 participou de movimentos de vanguarda poética. Em 1962 diplomou-se em letras e três anos depois publicou seu primeiro livro de poesia, Canto e Palavra. Em 1965 lecionou na Califórnia (Universidade de Los Angeles) e, em 1968, participou do Programa Internacional de Escritores da Universidade de Iowa, que agrupou 40 escritores de todo o mundo. Em 1969 doutorou-se pela Universidade Federal de Minas Gerais e, um ano depois, montou um curso de pós-graduação em literatura brasileira na PUC do Rio de Janeiro. Foi Diretor do Departamento de Letras e Artes da desta universidade, de 1973 a 1976, realizando então a Expoesia, série de encontros nacionais de literatura.

Ministrou cursos na Alemanha (Universidade de Colônia), Estados Unidos (Universidade do Texas, UCLA), Dinamarca (Universidade de Aarhus), Portugal (Universidade Nova) e França (Universidade de Aix-en-Provence). Sua tese de doutorado abordou uma análise da poética de Carlos Drummond de Andrade, com o título Drummond, Um Gauche No Tempo, em que faz uma análise do conceito de gauche ao longo de sua obra literária. Foi cronista no Jornal do Brasil (1984-1988) e do jornal O Globo até 2005. Em 2006, foi laureado com o Prêmio Jabuti de na categoria poesia, pelo livro Vestígios. Atualmente escreve para os jornais O Estado de Minas e Correio Brasiliense. Em 1986, inovou em termos de linguagem ao fazer textos especiais para a Rede Globo. Durante a Copa do Mundo daquele ano, realizada no México, a programação esportiva era fechada com seus textos poéticos, provando que poesia e televisão não se excluem.


© 2013 Tio Oda - Todos os direitos reservados