manuel-s-alvarenga1Manuel da Silva Alvarenga

MANUEL INÁCIO DA SILVA ALVARENGA nasceu em dia e mês incertos do ano de 1749, na cidade de Ouro Preto (ou São João Del Rey, segundo alguns biógrafos). Morreu no dia 01 de novembro de 1814, na cidade do Rio de Janeiro.

Poeta brasileiro, após os estudos preparatórios, feitos com dificuldades financeiras no Rio de Janeiro, conseguiu ir para Coimbra, Portugal, onde se formou em Direito em 1776. Ainda estudante, publicou o poema O Desertor das Letras (1774) e participou de certames literários com seus amigos Alvarenga Peixoto e Basílio da Gama. De volta ao Rio de Janeiro, passou a exercer a advocacia, ao mesmo tempo em que escrevia peças de teatro, críticas e poesias.

Algum tempo depois, o vice-rei do Brasil o nomeou professor de retórica e poética. Foi um dos fundadores da Sociedade Literária do Rio de Janeiro, fechada depois pelo governo, que a considerou um clube jacobino (corrente política francesa que deu origem à revolução que derrubou a monarquia daquele país). Seus integrantes foram submetidos a processos e ficaram presos de 1794 a 1797. Libertado, ocupou-se de novo com o ensino de retórica e com a advocacia. Sua obra prima é Glaura, Poemas Eróticos, publicada em 1799.

Fragmento
Carinhosa e doce, ó Glaura,
Vem esta aura lisonjeira,
E a mangueira já florida
Nos convida a respirar.

Sobre a relva o sol doirado
Bebe as lágrimas da Aurora,
E suave os dons de Flora
Neste prado vê brotar.

 

 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados