banner-topo

Afonso Arinos, o mineiro que influenciou a literatura regionalista do Brasil

afonso-arinos esc1Afonso Arinos

AFONSO ARINOS DE MELO FRANCO nasceu no dia 01 de maio de 1868, na cidade de Paracatu, Minas Gerais. Morreu no dia 19 de fevereiro de 1916, na cidade de Barcelona, Espanha.

Era filho de Virgílio de Melo Franco e de Ana Leopoldina de Melo Franco e irmão do diplomata brasileiro Afrânio de Melo Franco. Bacharel pela Faculdade de Direito de São Paulo, em 1889, retornou para Minas Gerais, fixando-se em Ouro Preto. Foi um dos fundadores da Faculdade de Direito desta cidade, cabendo-lhe a cadeira de Direito Criminal. Como jornalista, colaborou com a Revista Brasileira e a Revista do Brasil. Em 1896, viajou para a Europa.

De volta ao Brasil, foi convidado para assumir a direção do jornal O Comércio de São Paulo. Em 1898, publicou seu primeiro livro, intitulado Pelo Sertão. A obra é considerada pelos críticos a precursora de Os Sertões, escrito mais tarde por Euclides da Cunha. Transferindo-se definitivamente para a Europa, fundou um escritório de informações sobre o Brasil, fazendo conferências e escrevendo na imprensa. Sua obra literária influenciou diretamente o nascente regionalismo brasileiro. Em dezembro de 1901, foi eleito para a Academia Brasileira de Letras. Todos os outros livros de sua autoria foram publicados postumamente: Lendas e Tradições Brasileiras (1917), Histórias e Paisagens (1921) e O Contratador de Diamantes (teatro, 1917).


 


© 2013 Tio Oda - Todos os direitos reservados