Imprimir
Categoria: Escritores Americanos
Acessos: 71

trilogia da fundacao1Trilogia

04/05/2019 — Já chegou às livrarias brasileiras a obra “Trilogia da Fundação”. Essa trilogia é formada pelos livros “Fundação”, de 1951, “Fundação e Império”, de 1952, e “Segunda Fundação”, de 1953, do cientista russo-americano Isaac Asimov. A edição vem em capa dura e acompanhada de ilustrações coloridas do artista Alexander Wells. O livro tem 880 páginas e preço sugerido de R$ 179,90. Na trama inicial, o universo é governado pelo Império Galáctico, expandido por incontáveis planetas, inclusive a Terra. O personagem Hari Seldon é um pesquisador que inventa a psico-história. Misturando psicologia e matemática, ele prevê o comportamento da humanidade no futuro. A vida do cientista ganha um objetivo maior ao descobrir que o império vai cair.

20190509bAsimov
ISAAK YUDOVICH OZIMOV nasceu no dia dois de janeiro de 1920, na cidade de Petrovichi, Rússia. Morreu no dia seis de abril de 1992, na cidade de Nova York, Estados Unidos. Mudou-se com a família, de origem judaica, para os Estados Unidos quando tinha apenas três anos de idade. Começou a escrever pequenas histórias com onze. A partir dos dezenove, começou a ganhar dinheiro com esse trabalho, vendendo histórias de ficção científica para jornais e revistas. Ao mesmo tempo em que escrevia, formou-se em Bioquímica na Universidade de Colúmbia. Depois, formou-se em Medicina na Universidade de Boston. É considerado pela crítica um mestre da ficção científica.

A série de livros mais famosa é a “Trilogia da Fundação”, que, combinada com a série “Robôs”, está no centro da sua produção literária. Seus livros originaram as famosas leis da robótica, segundo as quais um robô sempre deve obedecer à ordem de um humano. Contribuiu, assim, para o desenvolvimento dessa área científica. De acordo com os dados, estima-se que tenha escrito mais de quinhentos livros. Além da ficção científica, dedicou-se também a obras de mistério e fantasia. Em reconhecimento ao seu trabalho pela ciência, as entidades astronômicas resolveram, em 1981, batizar um asteróide então descoberto com o nome de “5020 Asimov”. Suas obras foram fontes de diversas adaptações televisivas e cinematográficas, como, por exemplo, o filme “Eu, Robô”, lançado em 2004 e estrelado pelo ator Will Smith.