Imprimir
Categoria: Escritores do Illinois
Acessos: 3261

20200716aChandler

RAYMOND THORNTON CHANDLER nasceu no dia 23 de julho de 1888, na cidade de Chicago, Estado do Illinois, Estados Unidos. Morreu no dia 26 de março de 1959, na cidade de La Jolla, Estado da Califórnia. Estudou no Dulwich College, na Inglaterra, e viveu dezoito anos na Europa, colaborando em revistas literárias. Iniciou a carreira publicaçando contos policiais na Black Mask, uma revista especializada em matérias do gênero.

Voltou para os Estados Unidos em 1912 por causa de problemas com o fisco inglês. Sua intenção como escritor era apresentar um quadro vivo da sociedade americana, da violência nela latente e da corrupção das classes altas. Na prática, porém, o papel predominante assuido pelo protagonista fez com que a sua obra transcendesse os limites do gênero e as intenções realistas do autor. No livro “À Beira do Abismo”, de 1939, apresentou o detetive Philip Marlowe. É o herói romântico por excelência, oprimido e paladino de uma luta eterna do bem contra o mal.

O personagem, apesar de todas as desilusões, é carregado por uma interminável carga moral. Philip Marlowe imortalizou-se no cinema com o ator Humphrey Bogart no filme homônimo (1946), dirigido pelo Howard Hawks. Outras das obras do Chamdler também foram levadas ao cinema, com destaque para a “Adeus, Minha Namorada” (1944) e a “Um Perigoso Adeus” (1973). Além de romances, autor escreveu os argumentos para os filmes “Pacto de Sangue” (1944) e “A Dália Azul” (1946). O último livro publicado no Brasil foi “Amor e Morte em Poodle Springs”, terminado postumamente pelo Robert B. Parker. No total, deixou para a posteridade oito romances e vinte contos policiais.

o sono eterno1Chantagem
11/07/2015 — Está saindo pelo selo Alfaguara, da Editora Objetiva, uma edição renovada do romance policial “O Sono Eterno”, do norte-americano Raymond Chandler. O livro foi o primeiro do autor, lançado em 1939. A obra mudou completamente a concepção dos romances policiais, colocando na ação heróis não cerebrais, seres humanos cheios de erros, surfando entre a violência e a corrupção, mas sempre com princípios morais. No texto, o famoso detetive Philip Marlowe é contratado por um general para investigar um caso de chantagem, aparentemente banal, envolvendo uma das filhas dele. Em pouco tempo, o detetive percebe que algo se esconde atrás do pedido. O livro foi adaptado para o cinema em 1946.