phillippa-gregory rainha125 de junho de 2012
linha-gif

Já está nas livrarias o livro A Rainha Branca, da autora britânica Phillippa Gregory, especialista em romances históricos. A história do primeiro volume da trilogia se desenrola em plena Guerra das Rosas, agitada por tumultos e intrigas. O livro trata a vida de Elizabeth Woodville, viúva de um cavaleiro morto em batalha que acabou se tornando rainha e consorte do rei Eduardo IV.

É ela mesma quem narra este romance, cuja ação se passa no século XV, durante a Guerra das Rosas, disputa dinástica entre as casas de York e de Lancaster. Elizabeth tinha fama de feiticeira. Sua história carrega ainda um grande mistério: impedidos de subir o trono, seus filhos foram alojados pelo tio, Ricardo III, na Torre de Londres, mas não se sabe que fim levaram. Com tradução de Ana Luíza Borges, o livro sai pela Editora Record, tem 434 páginas e preço sugerido de R$ 49,90.

A escritora nasceu no dia 9 de janeiro de 1954 no Quênia e se mudou para a Inglaterra aos dois anos de idade. Estudou na Universidade de Sussex e trabalhou na BBC antes de frequentar a Universidade de Edimburgo, onde fez mestrado em literatura do século XVIII. Ela é mais conhecida pelo livro A Irmã de Ana Bolena, romance sobre os bastidores político-eróticos da corte de Henrique VIII, que ganhou uma adaptação para o cinema. De acordo com a crítica, ela domina bem a carpintaria do romance histórico. Sua narrativa segue convencionalmente os fatos. Tempera-os, porém, com lances de tensão folhetinesca e uma ótima recriação especulativa da psicologia dos personagens reais, mas um tanto obscuros.


 


© 2017 Tio Oda - Todos os direitos reservados